terça-feira, 27 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Tocantins, Mato Grosso e Bahia. Conheça os dez estados com mais ocorrências de excessos de velocidade

Nas capitais dos dez estados do ranking, o percentual de excessos de velocidade gravíssimos foi sempre menor do que o observado no resultado do Brasil, exceto por Porto Velho (47%) e Cuiabá (47%)

A Cobli, FleetTech que descomplica e potencializa a gestão de frota, analisou em sua plataforma os dados relacionados à gravidade dos excessos de velocidade por veículos (com duração de mais de 60 segundos) no Brasil, durante os meses de janeiro a abril de 2023.

Conforme o levantamento, foram identificados aproximadamente 100 mil comportamentos de excesso de velocidade por dia. Do total, 43% dos excessos de velocidade foram gravíssimos, ou seja, pessoas dirigindo 51% acima do limite permitido pela via ou pela política da empresa.

Além de trazer dados nacionais, o estudo elenca proporcionalmente os dez estados com maior incidência de excessos de velocidade e também suas capitais. Em primeiro lugar, aparece o Tocantins, seguido de Mato Grosso e Bahia. O estudo na íntegra pode ser acessado aqui.

O último relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Global Status Report on Road Safety, revelou que o Brasil era o terceiro país com mais mortes no trânsito em todo o mundo.

Não à toa, o Maio Amarelo – movimento internacional que chama a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito -, visa conscientizar, ao longo do mês todo, motoristas, pedestres, ciclistas e motociclistas sobre a importância de adotar comportamentos seguros no trânsito, respeitar as leis e evitar práticas perigosas, como o uso do celular ao volante, a alta velocidade, a falta de uso de cinto de segurança.

“Entender os comportamentos de risco ajuda a propor discussões e passar feedbacks que evoluam o modo de condução. Elaboramos o estudo visando conscientizar a sociedade sobre como os dados ajudam a entender o cenário e a direcionar ações para um trânsito mais seguro.”, afirma Omar Jarouche, CMO da Cobli.

Ranking e descobertas entre os estados – Tocantins foi classificado como o estado com maior incidência de excessos de velocidade por veículos. Na sequência, aparecem: Mato Grosso, Bahia, Rondônia, Roraima, Maranhão, Goiás, Rio Grande do Sul, Ceará e Pará.

Os estados de Roraima (32%) e Rio Grande do Sul (33%) foram os que menos tiveram comportamentos de velocidade gravíssimos identificados. Eles estão bastante abaixo dos resultados nacionais nesse comportamento (43%). Roraima também se destacou pelo maior percentual de excessos de velocidade médios (9%) entre todos os estados.

Mato Grosso (49%) não só foi o estado do Brasil que, percentualmente, mais cometeu excessos de velocidade gravíssimos, mas também foi o único que teve mais gravíssimos do que graves e médios.

Descobertas entre as capitais – Nas capitais dos dez estados do ranking, o percentual de excessos de velocidade gravíssimos foi sempre menor do que o observado no resultado do Brasil, exceto por Porto Velho (47%) e Cuiabá (47%). Em Salvador, o percentual de excessos de velocidade gravíssimos foi de 14%, muito distante dos 43% nacional. Já os eventos graves tiveram 77% do total.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn