domingo, 25 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Luzes no quadro de instrumentos merecem atenção do motorista

Para garantir o correto funcionamento do veículo e um desempenho eficiente, a atenção às luzes do painel é crucial. A Delphi, líder global em sistemas automotivos, oferece orientações sobre o significado das luzes e procedimentos adequados para os motoristas.

Ao acionar a chave de ignição no primeiro estágio, todas as luzes do painel se acendem, proporcionando uma verificação inicial dos sinais do veículo, explica Pedro Valêncio, técnico de suporte ao cliente da Delphi. Após um breve intervalo, essas luzes se apagam, permanecendo acesas apenas as relacionadas a sistemas específicos do carro.

Observar cuidadosamente as luzes do painel de instrumentos é importante para garantir que o veículo esteja funcionando adequadamente e com um desempenho geral eficiente. Para conhecer o significado de cada uma e saber como proceder no caso de alguma acender durante a viagem, a Delphi, marca global líder em sistemas automotivos relacionados a combustível e refrigeração, criou uma lista com explicações e dicas para os motoristas.

Cores das Luzes – Valêncio destaca a classificação das luzes por cores: amarela, vermelha, verde e azul. Luzes amarelas indicam problemas moderados, permitindo ao motorista rodar por algum tempo, mas a recomendação é levar o veículo à oficina para análise.

Luzes vermelhas alertam sobre problemas graves, exigindo que o veículo seja imediatamente parado, uma vez que podem comprometer a segurança. Nestes casos, é essencial levar o carro urgentemente à oficina para diagnóstico.

Por outro lado, luzes verdes e azuis indicam que dispositivos, como faróis, piscas, piloto automático ou luz de neblina, estão em funcionamento.

Ficar atento a esses sinais é fundamental para a segurança e o bom funcionamento do veículo, garantindo uma condução mais tranquila e prevenindo possíveis danos. A Delphi destaca a importância da manutenção regular e da busca por assistência profissional ao identificar luzes do painel que mereçam atenção especial.

Principais luzes – Além das cores, cada luz do painel apresenta um símbolo, com significados diferentes, sinalizando qual parte do veículo está acionado ou com problemas.

Luz do freio: indica que o freio de mão está acionado. Pode apontar um mal funcionamento devido a desgastes de componentes ou falhas no sistema. A luz é vermelha porque existem riscos de o freio não funcionar adequadamente.

Luz de temperatura do motor: acende quando há aumento da temperatura do motor e, eventualmente, sinais de problema no sistema de resfriamento. “Se esta luz aparecer, poderá haver vazamento de líquido de arrefecimento sob o motor ou vapor saindo pelo capô”, explica Valêncio.

Nesta situação, primeiro, pare o veículo o mais breve possível e espere o motor esfriar. Em seguida, verifique o nível do fluido de arrefecimento, observe quaisquer vazamentos sob o motor e se o ventilador do radiador está funcionando corretamente. Havendo necessidade, procure o mais rapidamente possível uma oficina mecânica, para verificar e reparar eventuais falhas ao sistema.

Luz do óleo: avisa sobre falha no sistema de lubrificação, ocasionada pelo baixo nível de óleo ou falta de pressão. “Se o motor trabalhar muito tempo com deficiência de lubrificação, teremos desgaste acentuado das peças móveis e aumento da temperatura, que pode fundi-lo”, alerta Valêncio.

Luz de carga da bateria: é exibida na ocorrência de problemas na bateria do carro. “Também pode indicar inconvenientes no sistema elétrico e falta de carregamento de energia pelo alternador. Caso permaneça acesa, poderá dificultar a próxima partida do motor”, informa o técnico da Delphi.

Luz dos airbags: mostra que o sistema de segurança passivo do airbag poderá apresentar falhas em caso de acidente. “É muito importante ficar atento neste ponto. Se a luz acender, deve-se procurar uma oficina.”

Luz de reserva do tanque de combustível: ela indica que o tanque de combustível está na reserva e que o veículo tem apenas alguns quilômetros de autonomia. “Quando isso acontece frequentemente, a temperatura de trabalho da bomba de combustível é elevada, devido ao menor volume de combustível para auxiliar na refrigeração da peça”, relata o especialista. “Isso também pode reduzir a vida útil do catalizador.”

Luz da injeção eletrônica: é um alerta sobre algum defeito no motor. “Não é possível especificar em qual componente apenas pela luz, mas o veículo pode apresentar falhas no funcionamento, alto consumo de combustível e elevação dos níveis de emissão”, avalia Valêncio.

O técnico também explica que caso a luz acenda após o abastecimento, a central eletrônica pode não ter reconhecido o novo combustível, ou ele tem baixa qualidade. “Se a luz permanecer acesa mesmo após o abastecimento em um posto de combustível de confiança, é importante buscar o auxílio de uma oficina para análise corretiva do sistema.”

Luz do ABS (Antilock brake system): desde 2014, símbolo obrigatório em veículos novos vendidos no Brasil. O sistema é responsável por evitar o travamento das rodas em uma frenagem de emergência. É importante ficar atento se o ABS apresenta alguma irregularidade, que poderá ocasionar falhas na frenagem.

Luz do EPS (Electric Power Steering): trata-se de um sistema de direção com assistência elétrica, permitindo maior maciez ao movimentar o volante. “Caso apresente algum problema, a direção não deixará de funcionar, mas perderá a assistência”, afirma Valêncio. “A falta desse auxílio dificultará manobras e a própria condução do veículo.”

Luz do ESC (Electronic Stability Control): Valêncio explica que o ESC, também conhecido como ESP, é o controle de estabilidade que utiliza os dados de alguns sensores, como o de velocidade de cada roda e o de posição do volante para manter o veículo em sua trajetória, fazendo a distribuição da frenagem em cada roda. “A luz acende quando o veículo é ligado e se apaga após alguns segundos”, diz.

“É um sistema de segurança ativo, porém, se luz permanecer acessa continuadamente, significa que há algum problema”. O sistema pode ser desativado por meio de um botão no painel. Uma luz indicará que ele está desligado.

Entretanto, o técnico recomenda esta ação apenas quando o motorista estiver em um terreno de baixa aderência, como areia, cascalho ou terra, para facilitar a movimentação inicial do veículo.

Luz do imobilizador: representa uma falha de comunicação entre a chave de ignição eletrônica e a antena instalada no miolo da chave. A antena informa para a central se a chave é a correta. Os desenhos deste símbolo podem ser de uma chave apenas, de um carro com uma chave ou um cadeado. “Caso esteja acesa, pode dificultar a partida. O correto é procurar um chaveiro ou eletricista para verificar o defeito”, sinaliza Valêncio.

Indicador de aquecimento de combustível: surge no painel quando o sistema de partida a frio está ativo e aquecendo o combustível. O tempo que a figura permanece ligada pode variar de acordo com a condição da bateria e a temperatura do ar e da água.

“O sinal se apaga quando a partida do motor é liberada. Se continuar aceso, mesmo depois do aquecimento do motor ou durante a condução do veículo, pode indicar uma falha no sistema”, avisa Valêncio.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn