Nova York deve adotar cigarro antiincêndio

Estado de Nova York, na Costa Leste dos EUA, deve se tornar o primeiro do país a vender apenas “cigarros antiincêndio”, de acordo com uma nova lei que deve ser aprovada pelo Parlamento e sancionada pelo governador George Pataki.

O projeto apresentado por Pataki e pelo líder da maioria no Senado, Joseph Bruno, é uma versão revisada de um texto que o governador havia vetado em maio. Se realmente aprovada, a lei vai exigir que todos os cigarros vendidos no Estado se adaptem às novas normas de segurança contra fogo até 10 de julho de 2003, o que dá aos fabricantes do produto três anos para passar a atender às regras.

Segundo o senador de Nova York Frank Padavan, que luta por leis mais duras sobre segurança em cigarros há três anos, cerca de mil pessoas morrem no país todo ano devido a cigarros que não são apagados apropriadamente. A lei prevê que os comerciantes que venderem cigarros que não obedeçam aos padrões de segurança terão de pagar 10 mil dólares de multa por cada uma das vendas. O projeto determina que o cigarro deve apagar por si só dentro de um determinado prazo se a pessoa o deixou de fumar.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®