Maio Amarelo: a importância do fluido de freio para a segurança

Para conscientizar a sociedade sobre o alto índice de vítimas de trânsito em todo o mundo, foi criado o movimento internacional Maio Amarelo, com o propósito de incentivar ações de debates por parte do poder público e de diversos setores a fim de reduzir os riscos e número de acidentes nas ruas.

Um dos setores que contribui para ajudar com a segurança no trânsito é a indústria automotiva.

A manutenção veicular é fundamental para evitar novos acidentes nas ruas e, entre os itens que mais exigem atenção, está o sistema de freio.

Por ser um dos sistemas mais importantes para a segurança veicular, precisa atender aos padrões muito elevados exigidos pelos fabricantes de automóveis e pela legislação de segurança automotiva.

Portanto, os fluidos de freio devem atender às especificações rigorosas e, muitas vezes, são aprovados oficialmente pelos fabricantes de automóveis.

Existem algumas informações técnicas que precisam ser observadas para que não venham a atrapalhar a performance do fluido de freio.

Bruno Evangelista, gerente de produtos de Aditivos e Lubrificantes da BASF explica cinco destes principais pontos considerados importantes pela companhia:

Ponto de ebulição-Em média, o fluido de freio em um veículo absorve até 1,5% de água por ano.

À medida que o teor de água do fluido dos travões aumenta, o ponto de ebulição do líquido dos travões diminui.

Durante a frenagem, o calor do atrito pode aquecer os cilindros de freio e o fluido de freio a temperaturas superiores a 150 °C.

Se o ponto de ebulição do fluido de freio for excedido, bolhas de vapor se formam no fluido de freio, que, ao contrário dos líquidos, são compressíveis.

Quando isso acontece, ocorre uma falha conhecida como “bloqueio de vapor” e a força aplicada ao pedal não é transmitida aos cilindros de freio.

A solução Hydraulan®, da BASF, possui altos pontos de ebulição e propriedades químicas, evitando a formação de bolhas e a potencial falha do sistema de freio.

Viscosidade-A frenagem ocorre em frações de segundo.

A força hidráulica gerada pela atuação do pedal de freio precisa ser transmitida aos freios das rodas instantaneamente.

Fluidos de baixa viscosidade transferem a força mais rapidamente do que fluidos de viscosidade mais alta e, portanto, é essencial que o fluido de freio não fique muito viscoso em temperaturas mais baixas.

Corrosão-A corrosão dentro do sistema de freios, que gera diretamente uma resposta mais lenta, pode causar bloqueios no sistema ou, na pior das hipóteses, romper a integridade da impermeabilização do sistema de freio.

Lubrificação-A lubrificação para evitar tanto o atrito quanto a abrasão no sistema de freios mantém a capacidade de resposta, reduz o desgaste e evita o acúmulo de calor no sistema de freios.

Estabilidade térmica de alta temperatura-Sob condições operacionais extremas, o fluido de freio pode atingir temperaturas superiores a 150°C.

Apesar desta alta carga térmica, o fluido de freio deve permanecer quimicamente e termicamente estável.

É importante que o proprietário do veículo faça a troca do fluido de freio com técnicos especializados, seja em estabelecimentos próprios para este tipo de serviço ou nas concessionárias.

A manutenção desse item é fundamental para a segurança no trânsito, pois interfere diretamente na eficiência do sistema de frenagem.

A escolha por produtos certificados assegura a boa performance do fluido de freio.

A BASF é parceira de longa data da indústria automotiva e o resultado disso é o desenvolvimento do HYDRAULAN®, fluido de freio voltado para fabricantes de veículos e peças automotivas que atende a todos os requisitos exigidos pelos padrões de qualidade das grandes montadoras globais.

- Publicidade - Mercedes-Benz