sábado, 24 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Novo BMW é abrigo antiterrorismo com rodas

Automóvel caro nao é surpresa para ninguém, mas este consegue superar todas as expectativas sem ser, necessariamente, uma Ferrari.

É o mais novo lançamento da alemã BMW: o todo-poderoso sedã 750iAL High-security, modelo da série 7 que vai custar, nada menos, do que R$ 1,2 milhao – o veículo mais caro do mercado brasileiro.

Meca do marketing e do consumismo neste inverno, a outrora bucólica Campos do Jordao (SP) foi a cidade escolhida para a BMW desfilar o modelo.

Mas o que esse veículo tem de tão especial? De acordo com a montadora dos mauricinhos, o mais alto nível de blindagem disponível no mundo, o que o faz o carro mais seguro contra qualquer tipo de ataque.

Com nível B7 de blindagem, o habitáculo do seda é completamente protegido, o que inclui piso e teto projetado para resistir a ataques de armas pesadas, como granadas de mao e metralhadoras.

Além disso, o tanque de combustível é reforçado e os pneus têm um anel interno que permite ao veículo rodar em uma velocidade de até 80 km/h mesmo estando com os pneus furados.

Devido a esses e outros atributos, o carro é maravilhoso. Pena que só pouquíssimos privilegiados terao a oportunidade de estar ao seu volante.

Com preço superior ao modelo Ferrari 456 GT V12, que custa U$ 480 mil (cerca de R$ 861 mil), o seda 740iAL High-securtiy da BMW alia uma blindagem completa a outros equipamentos especiais de segurança.

Destes, destacam-se alguns sensores capazes de detectar a presença de gases tóxicos próximos ao veículo para impedir a entrada do ar no interior.

Para os casos extremos, os ocupantes do carro mais caro do Brasil contam também com reservatórios de oxigênio, que estao instalados dentro do automóvel.

Outra novidade que impressiona é um sistema especial de comunicaçao para oferecer a possibilidade de os ocupantes do seda conversarem com as pessoas do lado de fora do veículo com os vidros e portas fechadas.

Além disso, o veículo tem uma bateria suplementar para possíveis emergências. No caso de início de incêndio, um dispositivo é acionado e o fogo é apagado instantaneamente.

Outro recurso do carro é um controle remoto para dar a partida no motor à distância, o que segundo a BMW, aumenta a segurança.

O automóvel mais caro do país tem o mesmo motor V12 de 5.4 litros e 326 cv de potência que equipa os outros veículos da Série 7.

De acordo com a importadora, apesar do alto nível de blindagem, o carro tem desempenho próximo ao modelo nao-blindado: supera os 200 km/h de velocidade máxima e faz de zero a 100 km/h em 6,6 segundos.

Como nao poderia ser diferente, os carros serao vendidos apenas sob encomenda. Segundo Roberto Brenner, gerente de marketing, a estimativa é que no primeiro ano de comercializaçao, cinco unidades sejam vendidas.

“Como é um modelo exclusivo e que oferece o máximo de segurança possível, da encomenda à produçao e entrega estimamos um prazo máximo de seis meses”, explica Brenner.

“Apesar de toda essa proteçao, o veículo mantém a sofisticaçao e nao perdeu a elegância de um seda normal da série 7.”

Apenas a título de curiosidade, pegamos o valor do automóvel (R$ 1,2 milhao) e fizemos algumas contas para um eventual leasing de 36 prestaçoes do alemao blindado. Cada parcela custaria cerca de R$ 43 mil.

Isso quer dizer que, a cada duas prestaçoes do veículo, um apartamento de 80 metros quadrados poderia ser comprado, ou ainda, a possibilidade de comprar um Fiat Marea por mês.

Para Brenner, os consumidores desse veículo nao se importam com o preço. “A preocupaçao está somente no quesito segurança”, afirma.

Os modelos da BMW série 7 sem a blindagem e os outros equipamentos de segurança custam entre R$ 237 mil e R$ 278 mil nas concessionárias.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn