segunda-feira, 26 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Quando, como e por que trocar o óleo do motor

Poucos motoristas sabem da real importância do óleo e por isso não se preocupam em verificar o nível do fluido. O líquido serve para lubrificar, limpar, proteger e ajuda na refrigeração do motor. Se o óleo estiver muito velho, abaixo do nível ideal ou em excesso, o funcionamento do carro fica prejudicado e a vida útil do propulsor diminui.

Para evitar problemas como esses, o ideal é verificar periodicamente a quantidade do óleo e fazer a troca do lubrificante dentro do prazo estabelecido pelos fabricantes, em geral a cada dez mil quilômetros rodados.

Para verificar o nível do óleo, o consultor técnico Sidney Teixeira, informa que o motor deve estar frio. “O proprietário do veículo deve verificar o nível do fluido antes de sair de casa, na própria garagem, inserindo a palheta de óleo no cárter (reservatório embaixo do motor)”, disse. Dessa forma, praticamente todo o óleo ainda estará no depósito e a indicação na vareta será mais precisa.

Outro alerta de que o nível do fluido está baixo é quando a luz do óleo se acende no painel, mas aí não adianta mais, o motor já terá sofrido desgastes. O melhor é observar o nível periodicamente, evitando contratempos. As conseqüências de rodar com óleo abaixo da indicação de mínimo na vareta são superaquecimento do motor, formação de borra e oxidação acelerada do filtro, além de entupimento dos dutos do sistema, ocasionando até a perda do propulsor.

O excesso de óleo também é prejudicial ao motor. O calor tende a dilatar o lubrificante, forçando-o a sair por qualquer fresta, como por exemplo, nos anéis de segmento. Esse vazamento faz com que o motor passe a queimar óleo, prejudicando as velas, que ficam sujas. Neste caso, o motor faz mais esforço para trabalhar, começa a falhar e a perder potência.

De acordo com Teixeira, o ideal é completar o óleo de acordo com as exigências do motor e, no prazo estipulado pelos fabricantes, fazer a troca do óleo. A substituição do filtro do lubrificante deve ser efetuada a cada duas trocas de óleo. É importante saber que, completar o nível do óleo, sem nunca trocar o lubrificante também causa sérios problemas. O óleo velho forma uma borra no fundo do cárter, provocando o entupimento do sistema, a falta de lubrificação e até o travamento do motor.

Qualquer motorista pode verificar o nível de óleo do seu carro, no entanto, o consultor técnico aconselha que a troca seja feita em uma oficina mecânica ou loja autorizada. “A troca de óleo requer espaço adequado, equipamentos específicos, entre eles reservatório para alojar o líquido velho, que é devolvido ao fabricante, este responsabilizado a dar fim ao produto, além de mecânicos capacitados”, declarou Teixeira. Em Salvador, o preço da troca de óleo e do filtro varia entre R$60 e R$105, dependendo da marca e do modelo do veículo.

DICAS

* Não meça o óleo com o motor ainda quente, como muitas vezes fazem os frentistas de posto de gasolina. Assim, o condutor não corre o risco de completar o óleo desnecessariamente, já que parte do fluido pode ainda estar no motor.

* Fique atento ao prazo de troca de óleo. Mesmo que o carro não tenha rodado a quilometragem especificada pelo fabricante, convém substituir o lubrificante a cada seis meses.

* Quando o motor é submetido a esforços acima do normal, como no caso de táxi, o período entre as trocas deve ser menor. Quem roda sempre por estradas de terra também deve encurtar o período de troca.

* Excesso de óleo também é nocivo ao motor. Com o calor, o lubrificante tende a se dilatar, forçando a saída por qualquer mínima fresta e o motor a queimar o óleo, contribuindo para que as velas fiquem sujas.

* O óleo certo para o motor está especificado no manual do proprietário. As classificações variam de acordo as características, o desempenho e a viscosidade, que são analisadas a partir de parâmetros internacionais da Society of Automotive Engineers (SAE) – Sociedade dos Engenheiros Automotivos.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn