segunda-feira, 4 março , 2024
28 C
Recife

Dicas importantes em um “test-drive”

Testar o veículo antes de comprá-lo é necessário para avaliar o modelo e evitar arrependimentos. O “test-drive” permite ao consumidor conhecer o produto que pretende adquirir

Adquirir um carro não é como comprar uma blusa ou sapato, que provamos, levamos para casa e depois achamos que não combina mais e aí deixamos de lado ou presenteamos o irmão mais novo.

O automóvel é um bem durável e caro, por isso o descarte a curto prazo é impraticável. Para não comprar um automóvel no “escuro” e evitar arrependimentos, o consumidor deve conhecer o veículos realizando um test-drive.

O teste de direção permite ao consumidor conhecer melhor o produto e é imprescindível na hora da escolha. De acordo com o coordenador de vendas de uma concessionária baiana, Robson Mullulo, testar o veículo é a melhor maneira de o cliente sair satisfeito com a compra e não se decepcionar depois.

No entanto, ele orienta que, ao chegar à concessionária, atente para as suas necessidades diárias, para o que vai precisar do carro.

São muitos os modelos, marcas e tipos de veículos, além de uma gama de equipamentos. Entre os compactos, populares, médio, de luxo, esportivos e utilitários, com ar-condicionado, sem ar, com ou sem injeção, com travas elétricas ou não, o consumidor deve escolher e testar o automóvel adequado ao seu estilo de vida.

Se precisa de um carro para tarefas cotidianas, na cidade, os populares são uma boa aquisição e por um preço mais acessível.

Sabendo qual o tipo de carro que necessita, antes de testar o veículos, o consumidor deve prestar atenção à demonstração do vendedor.

Nesse primeiro momento, ele fala sobre o design, motor, abre o porta-mala e explica o funcionamentos dos principais comandos. A segunda parte é o test-drive.

No teste prático, Mullulu informa que é importante observar o conforto do banco, o espaço interno, a posição do volante e dos retrovisores e, ao dirigir, não ligar o som, assim é possível verificar o nível de ruído interno do veículo.

Avalie também a visibilidade lateral e traseira e a ergonomia do painel; sinta o câmbio, verificando se as trocas de marchas são precisas e suaves; acione a embreagem e teste os freios para saber se respondem bem aos comandos.

Quanto ao desempenho do motor, deve testá-lo em subidas e retas. “Salvador é uma cidade com muitas ladeiras e é necessário fazer o test-drive subindo algumas delas para verificar a potência e força do propulsor”, disse Mullulu.

Nas estradas planas, em linha reta, comprovar a velocidade máxima e se tem boas retomadas. Seguindo esses passos é quase improvável que o consumidor venha a se decepcionar com o carro que escolheu para si.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn