sábado, 2 março , 2024
28 C
Recife

Mecatrônica: da teoria à prática

Vemos milhares de coisas no dia a dia, mas por falta de informações e orientações acabamos deixando de fazer coisas, que poderiam resultar em projetos inovadores.

Existem muitas alternativas criadoras no ar, ou sejam pessoas que transitam, ficam a observarem tudo que se passa, quando muitas informações passam-lhes, mas não notam.

As imaginações daqueles que vagam por aí, e então acabam sem querer tendo uma “idéia” inovadora, que no momento em que colocam em prática, começa a gerar lucros, são os “gênios” ou pessoas de “sorte”, que possuem visão apurada, de algo que todos com certeza vão querer, pois atende necessidades de outrem.

Quando alguém objetiva chegar num evento! Que culminará na vitória! Através justamente do modo o qual foi orientado para obter a vitória, poderá ou não chegar a vitória! Esta, tratada aqui de forma abstrata, quando na vida real, pode ser um campeonato, um certame, um concurso, um projeto, aonde o objetivo é sempre o mesmo: vençer.

Cobiçando e objetivando são as palavras mais adequadas? Para se atinjir a taça da vitória! Melhor elucidação do caso, pode ser através citamos do caso de um pernilongo.

Este quando vem a picar, vem sempre naquele momento em que a pessoa está desatenta! Por que, neste instante a pessoa exala uma química, o qual o pernilongo presente, e deste modo ataca sem ser banido do local do ataque. Química eis a questão! Quem saberia desta coisas? E, por aí se vai, aconteçem cada uma! Nós nunca percebemos o que realmente nos cercam!

Quanto aos gladiadores que se enfrentão numa luta, suas químicas já foram orientadas para vençerem, assim encontram-se preparados para atingir seus objetivos.

O autor vem a exemplicar, para que voce leitor, possa comprender em como chega-se a ocorrer a “prática inovadora”.

As “idéias mirambolantes”, seria o enfoque resuntantes de situações adversas, quando também nascem em momentos, em que, as pessoas se encontram descontraídas, pareçe incrivil, mas o é. Lembra-se como foi a descoberta do microondas?

Dizem, que alguém pesquisava no laboratório, quando percebeu que o transformador de uma máquina por liberar calor, era um ponto interessante para esquentar seu lanche! Porém, aconteçeu mais, quando veio a perceber este fato, notou que seu lanche chegou a ficar quase torrado! Veio a analisar o ocorrido, quando descobriu o que o esquentou! Não foi o calor, mas sim raios – nasceu o microondas, por acaso.

Na mecânica, o que tem tudo a ver com isto? Muitas coisas, que se passam a todos os instantes na cabeça de quem vive querendo inventar, assim com certeza, por condicionamento, treinamentos acaba-se achando “idéias”, que atenderão a seus objetivos.

Jovens estudantes que teêm a oportunidade de serem bem orientados, podem chegar a por em prática suas ações, quando bem direcionados, seus reflexos são melhor dirigidos.

Assim, podemos dizer que, existem mecanismos em que um mestre usa para atingir seus objetivos? Sim, deste modo é colocado aqui uma questão que culminou em sucesso para uma minoria de estudantes, que resolveram atender os preceitos e principios de seu mestre. Por ocasião de um evento, o qual foi televisionado, pode-se ver a agilidade do equipamento no clássico evento de “Guerra de Robôs”.

A prática inovadora foi colocada em prática? Sim, seguindo-se as idéias aqui citadas, através de uma metodologia simples, coerente e organizada, todos atingiram seus objetivos, quando mostraram a mídia, que existem potencial, que depende de uma boa orientação de um mestre nesta modalidade da mecatrônica: automação e robótica.

O autor, descreve e relata fatos, situações e pontos em que a percepção quando bem trabalhada e bem direcionada! Pode buscar lá no fundo das “idéias”, pontos que fazem com a participação passa a ser ousada, fervorosa com a vitalidade desejada; para se atingir a vitória, aliando a química em que se usa para se combater e derrotar seus inimigos.

Outro exemplo clássico neste tipo de ação e reação é a tão conheçida situação de abordagem, que pela má impressão facial ao inimigo, este passa-se ser vitima, ou por outras vezes por indiferença, acaba nocauteando inimigos numa verdadeira “guerra fria”.

Assim, a prática inovadora esta associada a questões de buscas de recursos apropriados para uma dada questão, no qual no caso citado de “Guerra de Robôs”, os integrantes da equipe vencedora foram orientados para construir um armamento realmente imbatível, o que foi demonstrado no evento ter sido o melhor artefato bélico até então visto neste evento nacional.

Existem outros pontos a serem destacados, e assim, para aqueles que queiram entrar em contato, o façam, pois poderão receber diretrizes em como devem ser o comportamento social e técnico, para se alcançar o sucesso, com ética, organização e com o mais: prática inovadora.

Pastore, Paulo Luporini
Professor em Robótica – Escola Federal de Engenharia de Itajubá – EFEI
Coordenador do CROBOLAB – Construtores de Robôs de Laboratório
GAII – Grupo de Automação e Informática Industrial

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn