quarta-feira, 22 maio , 2024
28 C
Recife

Planta piloto para a produção de eFuels é oficialmente inaugurada

Combustível sintético para operação quase neutra em CO₂ de veículos equipados com motor de combustão interna

A Porsche e os parceiros internacionais que trabalham com a empresa chilena Highly Innovative Fuels (HIF) iniciaram a produção industrial de combustíveis sintéticos. Com a presença do ministro da Energia do Chile, Diego Pardow, foi inaugurada oficialmente hoje a planta piloto ‘Haru Oni’ em Punta Arenas (Chile).

- Publicidade -

Os membros do Conselho Executivo da Porsche, Barbara Frenkel e Michael Steiner, realizaram o abastecimento cerimonial de um Porsche 911 com o primeiro combustível sintético produzido no local. Os eFuels, feitos a partir de água e dióxido de carbono usando energia eólica, permitem a operação quase neutra em CO2 dos motores a gasolina.

“A Porsche está comprometida com um caminho duplo: mobilidade elétrica e eFuels como tecnologia complementar. A utilização do combustível sintético reduz as emissões de CO2. Olhando para todo o setor de tráfego, a produção industrial de combustíveis sintéticos deve continuar avançando em todo o mundo. Com a planta piloto de eFuels, a Porsche está desempenhando um papel de liderança neste desenvolvimento”, diz Barbara Frenkel, membro do Conselho Executivo de Compras da Porsche AG.

“O potencial dos eFuels é enorme. Atualmente, existem mais de 1,3 bilhão de veículos com motores de combustão em todo o mundo. Muitos deles estarão nas estradas nas próximas décadas, e os eFuels oferecem aos proprietários de carros existentes uma alternativa quase neutra em carbono. Como fabricante de motores eficientes e de alto desempenho, a Porsche possui um amplo know-how na área de combustíveis”, acrescenta Michael Steiner, membro do Conselho Executivo de Desenvolvimento e Pesquisa da Porsche AG.

Na fase piloto, está prevista a produção de eFuel em cerca de 130.000 litros por ano. Inicialmente, o combustível será usado em projetos importantes, como o Porsche Mobil 1 Supercup e nos Porsche Experience Centers.

- Publicidade -

Após a fase piloto, o primeiro dimensionamento levará o projeto no Chile a uma projeção de 55 milhões de litros por ano até meados da década. Cerca de dois anos depois, a capacidade deverá ser de 550 milhões de litros.

O sul do Chile oferece condições ideais para a produção de eFuels, com ventos que sopram cerca de 270 dias por ano e permitem que as turbinas eólicas operem em plena capacidade. Punta Arenas também está localizada perto do Estreito de Magalhães. A partir do porto de Cabo Negro, o combustível sintético pode ser transportado como os combustíveis tradicionais para todo o mundo, e ser distribuído utilizando a infra-estrutura existente.

A Porsche está trabalhando para atingir balanço neutro em CO2 em toda a cadeia de valor até 2030. Isso também inclui uma fase de uso neutro em CO2 para futuros modelos totalmente elétricos. Os combustíveis sintéticos complementam a eletromobilidade e fazem parte da estratégia de sustentabilidade da fabricante de carros esportivos.

A Porsche já investiu mais de 100 milhões de dólares no desenvolvimento e produção de eFuels. Por exemplo, o fabricante de carros esportivos investiu 75 milhões de dólares na HIF Global LLC em abril de 2022. Esta empresa planeja, constrói e opera fábricas de eFuel no Chile, EUA e Austrália.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais