segunda-feira, 4 março , 2024
28 C
Recife

Elétricos plug-in ganham mercado no Brasil

Veículos elétricos leves 100% a bateria (BEV) passam de 8 mil em 2022 – o triplo de 2021

O ano de 2022 fechou com números muito representativos para o segmento de veículos leves eletrificados no Brasil: 49.245 unidades emplacadas; um market share de 2,5% em relação ao total de emplacamentos domésticos no mesmo período (1.957.699) e uma frota eletrificada total circulante de 126.504 veículos.

Cabe lembrar que o market share dos eletrificados fechou o ano de 2021 em 1,8%, o que indica que o mercado de eletrificados está avançando, com mais investimentos e apostas neste segmento, tanto por parte das montadoras como pelos consumidores da tecnologia.

BEV – O destaque de 2022 foram os veículos elétricos plug-in (BEV e PHEV), que ganharam mercado, totalizando, em conjunto, 18.806 emplacamentos no ano, que representam 0,9% do total de emplacamentos de automóveis e comerciais leves realizados no país no período.

As projeções da ABVE indicam que em 2023 este percentual deverá aumentar.

Os plug-in (híbridos ou 100% elétricos) são aqueles veículos cuja bateria pode ser recarregada por um eletroposto ou outra fonte externa de energia.

Desde 2019, os veículos leves 100% elétricos (BEV) têm aumentado sua participação no mercado brasileiro. Em 2022, este segmento alcançou a marca de 8.458 unidades emplacadas, o representa um aumento de 197% em relação a 2021 (2.851 unidades).

Se a comparação for realizada com 2020 (801), o crescimento dos BEV é muito maior, atingindo o percentual de 956%.

Esses números indicam que a tecnologia 100% elétrica vem aumentando muito sua participação no mercado e cada vez mais ganhando consumidores ávidos por um transporte não poluente e sustentável.

Também tem crescido exponencialmente a participação dos BEV no total de veículos leves eletrificados comercializados no Brasil.

Em 2020, os veículos 100% elétricos representavam 4% do total de eletrificados (801, sobre 19.745). Em 2021, essa participação pulou para 8% (2.851, sobre 34.990). E em 2022 atingiu a participação recorde de 17% (8.458, sobre 49.245) – mais que o dobro do ano anterior.

BEV-VEÍCULO ELÉTRICO LEVE 100% A BATERIA EVOLUÇÃO DE VENDAS NO BRASIL (2010-2022)
2010: 10
2011: 8
2012: 22
2013: 39
2014: 61
2015: 61
2016: 132
2017: 137
2018: 176
2019: 538
2020: 801
2021: 2.851
2022: 8.458
TOTAL: 13.294

1- Os BEV em circulação no Brasil (13.294) já correspondem a 10,5% do total da frota eletrificada no país até dezembro de 2022 (126.504 veículos).
2 – Até junho de 2021, o total de BEV sobre a frota eletrificada total do país era de 4,8%.
3 – O mercado de BEV no Brasil mais do que dobrou em 18 meses.

PHEV – Os veículos PHEV (elétricos híbridos plug-in) também se destacaram em 2022, chegando à marca de 10.348 unidades emplacadas no ano, com aumento de 20,4% sobre 2021 (8.595 unidades).

O avanço observado nos PHEV e BEV em 2022 pode associar-se a fatores relacionados à maior oferta de modelos no mercado, mas também ao avanço na infraestrutura de recarga, que, em 2022, ganhou mais robustez e relevância.

De acordo com estimativas de associados do Grupo de Infraestrutura da ABVE, existem atualmente cerca de 3 mil eletropostos públicos e semipúblicos espalhados pelos país, e a tendência para 2023 é que este número cresça ainda mais, podendo chegar a 10 mil até 2025.

MODELOS – Dos 128 modelos de veículos leves eletrificados emplacados no Brasil em 2022, 44,5% são BEV (57 modelos), comercializados por 27 montadoras, e 28% são PHEV (36 modelos), comercializados por 21 montadoras.

Os números indicam que 72,6% dos modelos emplacados no Brasil são veículos elétricos plug-in, seguindo a tendência da Europa e China.

Ao longo de 2022, a Volvo, BMW e CAOA Chery foram as montadoras que mais se destacaram nas vendas dos veículos elétricos plug-in (BEV e PHEV) no Brasil.

A maior participação foi da Volvo, em virtude tanto da oferta de modelos BEV como de PHEV.

EVOLUÇÃO – Os HEV flex (veículos híbridos não plug-in com motor flex a etanol) continuam com o maior market share de eletrificados leves no Brasil, com uma participação de 48% do mercado desse segmento em 2022.

Apesar de poucos modelos disponíveis, os HEV flex são a tecnologia mais aceita até o momento pelos consumidores de veículos eletrificados no país.

Tal escolha pode ser justificada por serem veículos muito semelhantes aos veículos movidos a combustão interna e não demandarem infraestrutura específica de recarga.

Atualmente, somente a Toyota e a CAOA Chery têm modelos com a tecnologia HEV flex. Esses modelos têm forte presença no mercado e lideram as vendas dos veículos eletrificados.

Os PHEV apresentaram um excelente crescimento ao longo de 2022 e finalizaram o ano com um market share de 21%, em decorrência da maior oferta de modelos e dos investimentos para ampliação da infraestrutura de recarga no país.

Os PHEV podem ser considerados uma alternativa para os consumidores que ainda não buscam uma alternativa 100% elétrica, como os BEVs, mas desejam adquirir uma tecnologia de baixa emissão de poluente.

Os BEV foram um dos destaques do segmento de veículos elétricos, com um market share de 17,2% em 2022 e 61 modelos disponíveis no mercado.

Os BEV apresentaram um grande crescimento na comparação entre 2021 (2.581 unidades emplacadas) e 2022 (8.458). Esse crescimento indica que os BEV têm se tornado uma aposta promissora das montadoras, que a cada ano apresentam novos modelos com essa tecnologia. 

HEV – Já os HEV (veículos elétricos híbridos não plug-in) fecharam o ano de 2022 com um market share de 14%, e ao longo do ano apresentaram crescimento em todos os meses.

No Brasil, atendem esse segmento as seguintes montadoras: Mercedes-Benz, Toyota, Land Rover, Kia, Subaru, Hyundai, CAOA Chery, Lexus, Maserati, GMC, Honda e Ferrari.

COMERCIAIS LEVES – Os comerciais leves elétricos, veículos destinados ao transporte urbano de carga, também apresentaram bom crescimento em 2022.

Esse crescimento pode ser atribuído a uma necessidade das empresas de realizar suas operações de transporte de modo mais sustentável e menos poluente, atendendo assim aos princípios ESG (Environmental, Social and Corporate Governance), tema amplo e muito debatido durante o ano no ambiente corporativo.

Mas a oferta de modelos de veículos comerciais leves elétricos ainda é pequena. Atualmente, o mercado conta com oito modelos, importados pelas seguintes montadoras: BYD, JAC, Renault, Peugeot, Citroën, Hitech e Ford.

REGIÕES – O mercado de veículos elétricos no Brasil em 2022 concentrou-se mais nas cidades da região Sudeste. Tal característica pode ser justificada pela maior oferta de veículos na região e maior número de pontos de recarga.

Além disso, cidades como São Paulo fornecem incentivos para a consumidores adquirirem este tipo de tecnologia, seja por meio de isenção de impostos, ou por facilidades atribuídas ao uso de veículos menos poluentes ao meio ambiente.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn