Actros atinge 240 km/h nas pistas das corridas de caminhão

A força e o excelente desempenho do caminhão extrapesado Actros 2646 da Mercedes-Benz, consagrados nas estradas do País, ganham contornos ainda mais impressionantes nas pistas de corridas de caminhão.

Na Copa Truck deste ano, por exemplo, conforme o circuito, esse bruto da estrela de três pontas pode atingir até 240 km/h.

Nos autódromos, o motor eletrônico Mercedes-Benz alcança a elevada potência de 1.250 cv a 3.500 rpm, quase três vezes mais em relação aos 460 cv a 1.900 rpm do Actros de série.

O torque máximo chega a 5.500 Nm a 2.000 rpm nas competições, mais que o dobro dos 2.300 Nm a 1.100 rpm da aplicação nas estradas.

Ou seja, o Actros despeja muita potência para obter altas velocidades nas pistas de competição e utiliza o alto torque para ultrapassagens e retomadas.

“Nessa atmosfera de competição, o piloto que conduz o Actros pode perceber toda a força, alta performance, robustez, resistência e confiabilidade que são amplamente reconhecidos pelas estradas do Brasil no transporte de cargas. Este campeonato é uma vitrine muito especial, que atrai um grande público, reforçando ainda mais a imagem da Mercedes-Benz como marca top of mind em caminhões no País”, afirma Ari de Carvalho diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil.

Actros recebem preparações especiais para as corridas de caminhão – Além das adequações no motor, os Actros passam por uma preparação muito específica para as disputas na pista, com modificações no trem de força, chassi e cabina.

Os caminhões de competição recebem, por exemplo, diversas alterações na suspensão, aerodinâmica e freios, otimizando assim o aproveitamento da força do motor.

Isso assegura mais rapidez nas pistas, com velocidades maiores e retomadas mais agressivas. Essa vantagem é muito importante especialmente nas curvas.

Entre as mudanças, destacam-se ainda a menor distância entre o solo e o chassi, rebaixamento do parachoque, suspensão especial e redução da distância entre eixos.

A estrutura do para-choque e a carenagem lateral são projetadas para adequar a aerodinâmica ao caminhão de corrida, bem como a refrigeração dos freios, pneus e amortecedores.

Já a segurança é garantida pelos freios a disco nas quatro rodas, com sistema especial de resfriamento a água e ar.

A cabina do caminhão também é totalmente reconfigurada.

Ela é menor e recebe banco tipo concha para competições, e também o santantonio, barras de proteção que contribuem para a segurança do piloto.

Outra mudança na cabina é o painel de instrumentos, que ganha uma configuração específica para provas com destaque para conta-giros e níveis de água e óleo.

A Mercedes-Benz fornece as peças de reposição para os modelos Actros utilizados nas corridas, especialmente dos motores, que são retrabalhados a cada etapa.

- Publicidade - Scania