quarta-feira, 22 maio , 2024
28 C
Recife

Scania abre inscrições para a terceira edição da competição “Melhor Motorista de Caminhão do Brasil”

Ação tem o objetivo de conscientizar sobre a importância do treinamento para o setor de transporte

- Publicidade -

Reportagem | Tarcisio Dias
Com assessoria de imprensa da Scania
São Paulo / SP

Chegou o momento de descobrirmos o melhor motorista de caminhão do Brasil! A Scania lançou no dia 03 de maio a terceira edição da competição Melhor Motorista de Caminhão do Brasil.

O evento, que já recebeu mais de 30 mil inscrições no País em suas duas primeiras edições, tem como objetivo valorizar o motorista de caminhão e conscientizar condutores e empresários do setor de transportes sobre a importância do treinamento para atingir resultados, como segurança nas estradas e rentabilidade nos negócios.

“A competição Melhor Motorista de Caminhão do Brasil reforça o nosso compromisso com a sociedade de ajudar a promover um trânsito mais seguro. Com mais esta ação, queremos mostrar aos motoristas que o melhor deles é, na verdade, aquele que valoriza sua capacitação e procura sempre se atualizar sobre a melhor maneira de se conduzir um veículo, contribuindo, desta forma, com a eficiência no transporte e com a redução dos acidentes nas rodovias brasileiras”, explica Christopher Podgorski, diretor geral da Scania no Brasil.

- Publicidade -

Para participar, o motorista deve possuir carteira de habilitação categoria E, preencher um formulário, além de responder um questionário no ato da inscrição.

Os participantes serão avaliados por meio de provas teóricas e práticas que abordarão temas relacionados à legislação, preocupação ambiental e à condução responsável, defensiva e econômica.

A novidade desta edição fica por conta do formato da segunda fase, que terá início em 17 de julho.

Para atingir mais motoristas e mais regiões do território brasileiro, durante cinco finais de semana, serão realizadas três competições simultâneas em diferentes cidades, que revelarão dois campeões regionais, um no sábado e outro no domingo.

Ao final das etapas regionais, 30 campeões disputarão a grande final, que será realizada no mês de setembro.

- Publicidade -

Christopher Podgorski, diretor geral da Scania no Brasil – Melhor Motorista de Caminhão do Brasil – O vencedor da competição receberá um pacote de prêmios denominado “Um Caminhão de Prêmios”, com aparelhos eletrônicos, móveis e eletrodomésticos.

Além disso, ele ganhará cinco mil reais em dinheiro e terá direito a realizar uma viagem com acompanhante para a Suécia, onde irá assistir a final da Competição Européia, prevista para outubro.

O segundo colocado ganhará uma viagem com acompanhante para um resort no Brasil, além de um notebook, um jogo de pneus com seis unidades e três mil reais em dinheiro.

Para o terceiro colocado, são oferecidos uma viagem com acompanhante para um resort no Brasil, um notebook e dois mil reais em dinheiro. Todos os finalistas serão também premiados com o Treinamento de Motoristas Scania Master Driver.

A terceira edição da competição Melhor Motorista de Caminhão do Brasil conta com o patrocínio da Bridgestone e Bandag, Shell, Scania Banco, Guerra, Sest / Senat e Vale.

Além disso, tem como apoiadores a Pamcary, Polícia Rodoviária Federal, Consórcio Scania Brasil, Denatran, Fabet, ATC, Centronor, CTQT, NTC, Corpo de Bombeiros, Abramet e Instituto Avon.

As inscrições vão de 03 de Maio a 10 de Julho e podem ser realizadas em uma das Concessionárias Scania, ou na rede credenciada dos patrocinadores.

Brasil é destaque na história da competição de motoristas da Scania

Além de ser o maior mercado para a Scania no mundo, tanto em caminhões como em ônibus, motores e peças, o Brasil também tem respondido por um número expressivo de participantes nas competições de motoristas de caminhão organizadas pela Scania no mundo.

Para este ano, dentro de um total esperado de 45 mil inscritos, cabe ao Brasil a expectativa de 20 mil participantes.

A primeira edição da competição de motoristas de caminhão da Scania ocorreu em 2003, realizada unicamente na Europa, e reuniu 20 países.

Ao todo foram 6 mil inscritos e os vencedores de cada país disputaram uma única final.

Naquela época, havia o limite de 30 anos de idade para os participantes, pois na Europa indentificava-se nesta faixa etária a maioria dos acidentes nas estradas envolvendo caminhões e também um baixo interesse dos jovens pela profissão.

Em 2005 acontece a segunda edição do evento, agora reunindo 28 países europeus. Fora desse continente, a competição é realizada pela primeira vez no Brasil, na Argentina, África do Sul e Taiwan, todos com finais independentes.

Participam 34 mil motoristas, sendo que 11 mil apenas no Brasil, o que representa, aproximadamente, o total dos países europeus.

O limite de idade dos participantes europeus sobe para 35 anos, para envolver um número maior de participantes.

Para os demais países, não é adotado nenhum limite, pois não se verificam as características de acidentes e baixo interesse em uma única faixa etária.

Com a intenção de repetir a competição a cada dois anos, uma nova edição acontece em 2007.

Além da Europa, com 28 países reunidos novamente em um único torneio, e de Brasil, Argentina, África do Sul e Taiwan, também passam a participar dessa iniciativa Austrália, Coréia do Sul, Malásia, Botsuana, Namíbia e Tanzânia.

Todos esses com finais independentes. A edição atrai 44 mil inscrições e o Brasil responde, desta vez, por 21 mil participantes, praticamente a metade.

“Devido à crise econômica mundial, que afetou duramente os países europeus, a competição de motoristas da Scania não foi realizada em 2009. Agora em 2010, a Scania volta com a quarta edição, levando adiante o objetivo maior dessa ação, que é “valorizar o motorista de caminhão como o fator isolado que mais pode contribuir para a economia de combustível, melhor aproveitamento dos recursos tecnológicos do veículo e a diminuição dos acidentes nas estradas e dos impactos ambientais da atividade do transporte”, afirma João Miguel Capussi.

Ao todo serão 28 países. Além dos europeus, realizarão a competição Brasil, Argentina, Austrália, China, Malásia, África do Sul e Coréia do Sul.

Apesar de um número de países menor que a edição anterior, a Scania espera uma participação ainda maior dos motoristas, superando os 44 mil de 2007.

“Para o Brasil, basta confirmar o excelente número de 20 mil inscritos”, completa Capussi.

Competição melhor motorista de caminhão do Brasil – A importância da mão de obra qualificada nas estradas – Ao lançar pela terceira vez a competição “Melhor Motorista de Caminhão do Brasil”, a Scania alerta, mais uma vez, para um dos problemas mais comuns do segmento de transporte de cargas: os acidentes nas estradas.

Segundo a Fabet – Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte – a conscientização para um trânsito mais humano pode diminuir em até 47% o índice de acidentes.

Ainda de acordo com a Fundação, um condutor capacitado pode diminuir o consumo de combustível em até 15% e aumentar a vida útil dos pneus em cerca de 10%. Atualmente, o Brasil possui uma carência de cerca de 90 mil motoristas de caminhão.

“A competição foi criada chamar atenção a respeito do importante papel do motorista de caminhão para toda a sociedade. Por meio da valorização desse profissional, queremos incentivá-lo a buscar mais qualificação, afinal, motorista treinado significa redução de acidentes nas estradas e mais eficiência no transporte”, afirma Rodrigo Machado, coordenador da competição Melhor Motorista de Caminhão do Brasil.

No ato da inscrição, o motorista recebe um folheto, com conteúdo educativo relacionado à legislação, preocupação ambiental e à condução responsável, defensiva e econômica.

O material servirá como base para responder um questionário que deve ser entregue junto ao formulário de inscrição.

Os motoristas com melhor desempenho neste questionário serão classificados para a segunda fase da competição – as etapas regionais -, em que serão submetidos a novas provas práticas e teóricas.

Serão realizadas 30 etapas regionais, em 15 cidades diferentes. Para cada etapa regional serão convocados 40 motoristas, sendo que os 14 melhores receberão treinamento Master Driver Scania – Direção Econômica.

Todos os inscritos na competição receberão um curso on-line de atendimento eficaz do Sest Senat.

“Apenas em se inscrever na competição, o motorista já recebe algum tipo de treinamento que pode ajudá-lo em seu dia a dia. Além disso, o formato das etapas regionais permite que 420 motoristas sejam efetivamente treinados pela Scania. Com isso, já vamos cumprir uma boa parte do nosso objetivo de contribuir para a qualificação de motoristas”, afirma Machado.

Reconhecimento que leva ao topo – Competição “Melhor Motorista de Caminhão do Brasil” serve de trampolim para que finalistas alcancem posições de destaque no mercado de trabalho

Após duas edições, a competição “Melhor Motorista de Caminhão do Brasil” revelou-se, além de uma ferramenta importante na conscientização, treinamento e capacitação de motoristas, um impulso para que os participantes, principalmente os finalistas, conseguissem melhorar suas colocações no mercado de trabalho.

Roberto César Octaviani, o grande vencedor da edição de 2008, era colaborador de uma transportadora da região de Osvaldo Cruz, interior de São Paulo.

Depois de consagrar-se campeão, comprou o próprio caminhão e realizou o seu grande sonho, que era trabalhar como motorista autônomo.

Já Wellington Duda, que teve a oportunidade de participar das duas finais da competição, em 2005 e 2008, hoje trabalha como instrutor técnico na filial paulista da Fabet (Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte), em Mairinque.

O mesmo aconteceu com Luiz Carlos Montanholi, morador da região do Grande ABC, em São Paulo.

Ele foi o finalista da etapa de São Bernardo do Campo, em 2008, e logo depois ganhou o cargo de coordenador de treinamento de uma importante empresa logística da região.

Nivaldo de Jesus Souza, vencedor da etapa de Vitória da Conquista (BA), transportava bebidas entre os Estados de Sergipe e Bahia. Hoje, depois de ter seu esforço reconhecido, é um dos instrutores Master Driver da Casa Scania Movesa.

Leandro Dallago, que ficou em 2º lugar na final de 2008, não mudou de emprego e continua trabalhando na transportadora de seu pai, em Caxias do Sul (RS).

Mas, segundo ele, é visível a valorização e reconhecimento de seu trabalho depois de ser um dos finalistas da competição.

Abaixo, você confere a entrevista que a assessoria de imprensa da Scania realizou com cinco finalistas da edição de 2008 da competição:

1- O que mudou na sua vida depois de participar da competição Melhor Motorista de Caminhão do Brasil?
Minhoca: Hoje tenho meu próprio caminhão, faço o que realmente gosto e tenho prazer. Quando a pessoa faz o que gosta, faz bem feito.

Leandro Dallago: Muita coisa. Eu me senti mais valorizado e tive mais reconhecimento de alguns colegas.

Wellington: Aprendi a enxergar que em nossa vida não somos nada sozinhos. Entendi também a necessidade da valorização do profissional do volante, ou seja, aquela visão de que motorista é aquele de chinelo, bermuda e camiseta regata é coisa do passado.

O profissional de hoje precisa de capacitação, treinamento e excelência em comportamento, tanto com colegas de trabalho, quanto com clientes.

2- Surgiram novas oportunidades profissionais?
Minhoca: Várias oportunidades surgiram depois da competição, mas meu sonho era ter meu próprio caminhão. Como eu consegui realizá-lo, optei pela carreira de autônomo.

Montanholi: Sim, surgiram oportunidades na empresa em que trabalho, eu fiz mais cursos e treinamentos e, ainda, tive a oportunidade de estudar. Hoje, eu atuo como motorista instrutor.

Nivaldo: Sim, com a participação na competição tive um bom reconhecimento na empresa que trabalhava. Eu também fiquei conhecido em varias empresas da região. Hoje, eu trabalho em uma concessionária Scania como Master Driver.

3- Qual a lição mais importante que você tirou por ter participado da competição?
Montanholi: Foi um grande aprendizado, e o mais importante foi ter conhecido pessoas e profissionais do transporte que até hoje conto com a amizade e o profissionalismo. Eu ganhei amigos maravilhosos.

Wellington: A valorização do ser humano, independente de cor, raça, profissão, País ou estado de origem. A Scania me deu de presente esta visão. Na minha opinião, todos que fazem parte da organização deste evento são excelência em valorização e capacitação de profissionais.

Nivaldo: Que para toda profissão tem que ter treinamento, e na profissão de motorista não é diferente.

4- Se pudesse deixar um recado para os amigos caminhoneiros, o que diria?
Minhoca: O profissional que está na estrada todos os dias nunca deve parar de se especializar, porque os veículos nunca param de evoluir. Trabalhe para não ser um simples motorista, e sim o melhor a cada dia.

Leandro Dallago: Participem da competição, que é ótima! Aprende-se muita coisa, profissionalmente e pessoalmente.

Montanholi: Para participar da competição de 2010, que acredito será um grande evento e um grande aprendizado. As oportunidades vão surgir, é só você acreditar.

5 – E para o transportador?
Minhoca: Eu pediria que eles investissem mais no preparo dos motoristas, proporcionando-lhes condições de trabalho e treinamento e controlassem a velocidade e horários de trabalhos de seus empregados.

Leandro Dallago: Valorize seu profissional que você terá o retorno esperado.

Wellington Duda: Mostrem a realidade do mercado de frete em nosso País a todos seus colaboradores, para que eles entendam a necessidade de trabalharmos na redução de custos. Com isso, as empresas alcançarão seus objetivos e os colaboradores também ficarão satisfeitos.

6- Quais as principais dicas que você daria aos motoristas para uma condução mais eficaz?
Montanholi: Primeiro precisa adotar novos hábitos de conduta, que vão resultar na diminuição do consumo de combustível, freios, embreagem, pneus entre outros itens.

Faça sempre check list, conheça seu equipamento, e sempre descanse para fazer uma boa viagem, e o principal: que respeite as pessoas, só assim vamos ter um trânsito melhor e sem acidentes.

Wellington Duda: Primeiro, conheça em todos os detalhes o equipamento que irá operar. Segundo, respeite seus limites, psicológico e físico. Terceiro: trabalhe com previsão, faça uma análise do percurso e de suas paradas, programe-se.

Quarto: ame sua profissão, valorize-se, pois somente desta maneira terá êxito em sua operação e os resultados serão sempre alcançados e superados, dia a dia.

Nivaldo: Conheça bem o veiculo que está conduzindo, lembre-se sempre das verificações diárias, busque informações a respeito da rodovia em que está se deslocando, assim como as leis de transito, e conheça a carga que está transportando.

7- Você vai se inscrever para a próxima edição da competição, que será realizada neste ano? Por quê?
Minhoca: Sim, a cada dia aparecem novidades sobre a parte operacional, e esta competição nos oferece um enorme aprendizado.

Leandro Dallago: Com certeza! Porque competições desse nível valorizam nossa profissão.

Montanholi: Vou ter o maior prazer em fazer minha inscrição. Terei oportunidade de conhecer pessoas novas, e de rever os amigos da competição anterior.

Sem falar nos prêmio que poderei ganhar, especialmente o Master Driver e o curso na Fabet, que são importantes para quem quer ser um motorista profissional diferenciado dos demais.

Saiba mais
Competição Melhor Motorista de Caminhão do Brasil
Site: www.melhormotorista.com.br

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais