Mercedes-Benz

O que seu carro pode saber e dizer sobre você?

Quem tem informação tem poder. Essa antiga frase diz muito sobre os valores atuais da sociedade e o interesse em saber das suas vontades e desejos, invadir sua privacidade para lhe oferecer o produto certo, no momento ideal.

Automóveis, particularmente aqueles considerados como “carros inteligentes”, podem capturar e transmitir volumes de informação relativos. Os dados do carro incluem sua localização, preferências, locais visitados, hábitos de direção, gravações de vídeo e voz, etc. As pessoas podem ver esse rastreamento como desagradável e invasivo.

Informações sobre o seu veículo, forma de utilização e passageiros podem parecer algo simples, mas revelam muito sobre você e seus hábitos.

Os proprietários de carros modernos podem produzir muitas informações refletindo seus hábitos de direção ou locais preferidos.

Podemos tomar a liberdade de comparar esses veículos a “computadores sobre rodas”. Os carros inteligentes têm a capacidade única de capturar dados e transmiti-los sem fio para as montadoras.

Por sua vez, essas empresas podem compartilhar esses dados acumulados com terceiros, como anunciantes ou seguradoras. No entanto, as intenções oficiais por trás da coleta de dados do carro podem estar relacionadas ao aprimoramento da segurança e do desempenho da direção.

E algo que acontece ainda em todo o mundo, a falta de jurisdição e controle sobre os dados do carro também é o caminho mais curto para a invasão da privacidade dos usuários.
A tecnologia sofisticada dos carros modernos é revolucionária, salva vidas, conveniente, mas, ao mesmo tempo, inquietante.

Os fabricantes podem ajustar veículos com dezenas de sensores, servindo a propósitos como frenagem automática de emergência ou detecção de colisão frontal. Alguns carros podem interpretar as marcações da estrada ou garantir que seus olhos estejam na estrada.

Essencialmente, os sistemas tecnológicos integrados observam e auxiliam você durante a condução, reduzindo a probabilidade de acidentes ou alertando automaticamente os serviços de emergência.

A maioria desses recursos são discretos, ou seja, não precisam da ação do motorista para serem coletados.

Você pode não considerar que as montadoras recebem dados do carro revelando seus hábitos de direção. No entanto, as montadoras podem gerar perfis de motorista com a grande coleta de dados, consistindo em como você opera seu veículo (e muito mais).

Alguns dados do carro não saem do seu veículo. No entanto, pode ser obtido durante as sessões de diagnóstico usando a porta de diagnóstico integrada ou os gravadores de dados de eventos.

Em outros casos, as montadoras poderiam integrar recursos para rastrear os hábitos dos motoristas e as rotas percorridas. Os argumentos por trás disso podem estar relacionados à preparação em andamento para veículos autônomos.

Os dados do carro tornam-se então centrais no reconhecimento dos padrões dos motoristas, interações entre eles, estradas e obstáculos. Assim, uma variedade de informações poderia viajar diretamente para as montadoras.

Quais dados de carros as montadoras coletam e poderiam monetizar? É relativamente simples definir como os fabricantes podem usar os dados dos carros inteligentes. Algumas das práticas podem espelhar aquelas já vistas em smartphones e aplicativos.

No entanto, existem alguns casos de uso exclusivos em que os dados do carro se tornam incrivelmente valiosos.

Rastreamento de localização – Os dados do carro podem refletir os lugares que você visita, as rotas que você faz e o tempo gasto em locais específicos. Essas informações podem ser essenciais para indicar as condições do trânsito.

No entanto, o rastreamento de localização também pode contribuir significativamente para o marketing direcionado. Por exemplo, as montadoras podem recuperar informações sobre quais serviços específicos você visita regularmente.

Esses interesses são benéficos para os anunciantes, e as montadoras podem tomar a liberdade de compartilhar seus dados com eles.

Hábitos de condução – As montadoras podem coletar informações sobre a velocidade escolhida, padrões de aceleração e até o peso dos passageiros. Há razões justificáveis para tal coleta de dados.

Por exemplo, pode ajudar a tomar medidas contra motoristas em alta velocidade ou medir a segurança de cintos de segurança e airbags. Há também exemplos de quando seus hábitos de condução podem afetar o preço do seguro de carro.

No entanto, a coleta e o uso posterior desses dados do carro podem não ser claros. As montadoras podem fornecer informações aos profissionais de marketing ou ocultar práticas enganosas.

Dados e preferências de comunicação – O Bluetooth ajuda a conectar seu smartphone ao carro e desfrutar de uma experiência de viva-voz. Dependendo dos recursos do carro, ele pode extrair logs do seu catálogo de endereços, iniciar pesquisas ou gosto de música. Especialistas também observam as condições questionáveis com carros de aluguel.

Essas empresas parecem não ter obrigação de limpar os dados dos motoristas assim que recuperam os veículos alugados. Assim, é a principal recomendação desconectar os smartphones sincronizados dos carros alugados ou evitar esse emparelhamento em geral.

Câmeras externas e internas – Os dados do carro também podem incluir gravações por meio de câmeras ou microfones integrados. Geralmente, os veículos possuem câmeras externas que monitoram o entorno e servem como evidência em caso de acidente. No entanto, alguns modelos mais novos podem conter câmeras internas, gravando imagens de motoristas e passageiros. Na maioria das vezes, eles garantem que os motoristas mantenham os olhos na estrada e evitem acidentes trágicos.

Microfones e reconhecimento de voz – Os motoristas agora podem iniciar comandos de voz para realizar tarefas específicas no carro. Embora aumente nossa experiência de viva-voz, também significa que as montadoras podem processar essa entrada externamente e registrá-la.

Fique esperto – Embora as pessoas estejam mais conscientes de que as empresas usam mal os dados do consumidor, elas podem ignorar involuntariamente as montadoras. No entanto, a falta de regulamentos oficiais torna os dados do carro relativamente fáceis de serem utilizados.

Para você que tem receio do uso de seus dados, uma alternativa pode ser a escolha de modelos mais antigos que não tenham os recursos mencionados acima. Além disso, você deve prestar mais atenção aos documentos que assina dos veículos adquiridos.

Informe-se sobre as práticas de coleta e compartilhamento de dados. Quanto mais informações forem coletadas, existirão mais oportunidades para o surgimento de condições que parecem intrusivas ou desnecessárias.

Marcas como a Mercedes-Benz mostram sua preocupação no tratamento dos dados coletados por seus automóveis. Através do Mercedes me Privacy Center, os clientes podem obter uma visão geral dos seus dados pessoais de forma ainda mais rápida e fácil e decidir de forma intuitiva para que a Mercedes-Benz pode utilizá-los.

Renata Jungo Brüngger, Membro do Conselho de Administração da Daimler AG e da Mercedes-Benz AG, responsável por Integridade e Assuntos Jurídicos: “A privacidade de dados é um diferencial para nós. O novo Mercedes me Privacy Center representa um tratamento responsável dos dados do cliente. Divulgamos que tipo de dados que coletamos e como os processamos; os clientes escolhem quais serviços desejam usar. Ao fazer isso, contamos com nossos princípios de proteção de dados: direito de escolha, transparência e segurança de dados.”

“O controle sobre quais dados usamos na Mercedes-Benz, como e para que finalidade, está exatamente onde deve ser: com nossos clientes. Através do Mercedes me Privacy Center, nossos clientes podem gerenciar as inúmeras opções de seu veículo totalmente conectado, ativar serviços e serviços Mercedes me de terceiros e ajudar a melhorar as funções do veículo”, diz Britta Seeger, Membro do Conselho de Administração da Daimler AG e Mercedes-Benz AG, responsável por Marketing e Vendas. “Queremos agregar valor para nossos clientes – essa é uma parte fundamental da nossa visão de dados.”

Tarcisio Dias – Profissional e técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânico com habilitação em Mecatrônica e Radialista. Desenvolve o site Mecânica Online® (mecanicaonline.com.br) e sua exclusiva área de cursos sobre mecânica na internet (cursosmecanicaonline.com.br), uma oportunidade para entender como as novas tecnologias são úteis para os automóveis cada vez mais eficientes.

Entre os três (TOP 3) +Admirados Influenciadores Digitais da Imprensa Automotiva.
Entre os cinco (TOP 5) dos +Admirados Jornalistas da Imprensa Automotiva.
Premiado (TOP 3) na categoria Automotivo e Motociclismo da 7ª edição do Prêmio Especialistas.

Coluna Mecânica Online® – Aborda aspectos de manutenção, tecnologias e inovações mecânicas nos transportes em geral. Menção honrosa na categoria internet do 7º e 13º Prêmio SAE Brasil de Jornalismo, promovido pela Sociedade de Engenheiros da Mobilidade. Distribuição gratuita todos os dias 10, 20 e 30 do mês.
https://mecanicaonline.com.br/category/engenharia/tarcisio_dias/

Tarcisio Diashttps://www.mecanicaonline.com.br
Gerente de conteúdo do Mecânica Online®, Tarcisio Dias é responsável também pela área de cursos e CDs interativos. Possui formação em engenharia Mecânica com habilitação em Mecatrônica pela Universidade de Pernambuco, formação técnica em mecânica pela Escola Técnica Federal de Pernambuco (CEFET/PE) e profissional em Mecânica Automotiva de Motores Diesel no Centro de Formação Profissional de Jaboatão dos Guararapes – RFFSA acordo SENAI. Também possui formação como Radialista – Locutor/entrevistador.
Mercedes-Benz

Notícias relacionadas

Cursos Mecânica Online

Oportunidade para você entender como o automóvel funciona, seus recursos e tecnologias. Participe de nossos cursos gratuitos!

- Curso Veículos Elétricos - Cursos Mecânica Online®

Mais recentes

- Publicidade - Mercedes-Benz
Cursos Mecânica Online®

Lançamento

Truck

Motocicleta

Avaliação