quinta-feira, 13 junho , 2024
28 C
Recife

Caminhões brasileiros devem seguir normas Proconve P8 para emissões veiculares

Concessionárias autorizadas garantem qualidade na substituição de catalisadores Euro VI, essenciais para reduzir emissões de poluentes.

Desde a implementação das normas Proconve P8, todos os caminhões produzidos no Brasil devem atender aos rigorosos padrões de emissões veiculares Euro VI. Com milhares de veículos já rodando no país, a manutenção adequada dos catalisadores se torna crucial para assegurar a eficiência e a conformidade ambiental.

- Publicidade -

Há quase um ano e meio, todos os caminhões fabricados no Brasil são obrigados a cumprir as normas Proconve P8 (Programa de Controle de Emissões Veiculares para Veículos Pesados 8), equivalente à norma Euro VI. Atualmente, já existem milhares desses caminhões em circulação, enfrentando diversas intercorrências, como avarias e acidentes que podem comprometer o catalisador.

Em casos de necessidade de substituição do catalisador, é fundamental que os proprietários busquem o suporte da rede de concessionárias onde adquiriram os veículos. Essa prática assegura um serviço de qualidade, uma vez que os catalisadores se tornaram mais complexos e possuem mais componentes para reduzir as emissões de diferentes gases e partículas poluentes.

A Umicore, uma empresa especializada nesse segmento, destaca que todos os conversores catalíticos para caminhões até a implementação da Euro VI foram combinados em uma única solução, utilizando diferentes composições de metais nobres para atender às especificações das fabricantes automotivas.

“Na exaustão com sistema de regeneração ativa, as partículas internas no filtro são queimadas pelo aumento da temperatura do motor. Já o sistema de regeneração passiva depende do catalisador para reduzir esses materiais,” explica Lucas Nunes, Engenheiro de Aplicação de Produto da Umicore. “Esses sistemas estão associados à redução do consumo de combustível e de poluentes.”

- Publicidade -

Portanto, ao necessitar a troca do catalisador Euro VI, é essencial contratar o serviço em oficinas autorizadas para garantir a qualidade. “Todas as mudanças trazidas pelo P8 tornaram a substituição do componente mais complexa,” ressalta Nunes. “Utilizar catalisadores de modelos Euro V pode prejudicar outros componentes do caminhão, especialmente o sistema de exaustão.”

Cuidados Necessários para Catalisadores Euro VI – O catalisador P8 é projetado para durar entre 160 mil e 700 mil quilômetros, dependendo do tamanho do caminhão. Miguel Zoca, Gerente de Aplicação de Produtos da Umicore, recomenda utilizar combustível de boa qualidade e realizar revisões periódicas, principalmente no motor, para evitar a contaminação do catalisador pelo aumento gradual do consumo de óleo lubrificante.

Principais Problemas que Podem Afetar o Catalisador – Zoca aponta o superaquecimento do sistema de exaustão como o principal causador de danos no catalisador. “Caso isso ocorra, o componente pode derreter,” diz ele. Esse problema pode ser causado por:

  • Combustão ineficiente devido a alterações no software do motor, causadas por combustíveis de má qualidade ou adulterados.
  • Vazamento de óleo ou aditivos de limpeza que se acumulam no catalisador, podendo causar combustão interna e perda total da peça.

Matérias relacionadas

Site oficial de ofertas Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente