A nova gasolina chegou! Seu carro está preparado para recebê-la?

Começou neste mês de agosto a ser comercializada a nova gasolina e deverá seguir novas especificações estando mais próxima do padrão europeu, ainda que isso possa pesar mais no bolso na hora de abastecer.

As mudanças valem para a gasolina do tipo C (comum) e premium, aquela indicada pelas fabricantes de carros esportivos.

A Petrobras, responsável pela produção de cerca de 90% da gasolina vendida no Brasil, diz que já segue os novos parâmetros, inclusive no padrão que só entrará em vigor em 2022.

Para que esta nova gasolina seja muito eficiente e com qualidade o seu veiculo tem que está com a manutenção em dia, com os itens do sistema de alimentação novos e preparados para receber este novo produto.

Isso evita que o motor consuma mais combustível que o necessário, além de aumentar sua vida útil. Por isso, mande seu carro para a revisão.

Uma boa oficina cuidará das trocas de filtros de combustível, do filtro de ar ele entupido pode elevar o consumo de combustível em até 10%, óleo motor e velas de ignição e também fará todos os ajustes mecânicos para que o seu automóvel rode da forma mais econômica possível, neste novo momento.

Mas o que mudou na nova gasolina?

Há novidades nos parâmetros da gasolina. A exigência de uma massa específica mínima. A massa específica, ou densidade, é a quantidade de uma substância em um determinado volume.

Para a gasolina, o padrão mínimo é 715 kg/m³. Isso significa que cada litro de gasolina deve pesar, no mínimo, 715 gramas.

A outra novidade é a mudança no método de contagem da octanagem da gasolina.
A octanagem é o nível de resistência da gasolina à compressão no motor.

Quando a mistura de gasolina com ar entra na câmara de combustão, o pistão faz um movimento de compressão, até que a vela solta uma faísca que promove a explosão.

Quanto maior a quantidade de octanos, mais resistente o combustível é à queima, e mais próximo do melhor nível de eficiência ele vai estar.

O carro vai ficar mais econômico?

Referente ao consumo, todos vão sentir, em maior ou menor proporção.

No entanto, o índice de economia de combustível não é consenso entre os especialistas, à variação ficará numa media de 5%.

O novo padrão da gasolina brasileira deixa os carros mais econômicos porque aperfeiçoa a queima do combustível.

Antes, existiam gasolinas leves, voláteis. Quando adicionava o etanol, se tinha um produto com pouca energia, com poucas substâncias que proporcionam a energia necessária no motor. Nesse caso, era necessário mais combustível para que o carro funcionasse bem.

Carros mais antigos também serão beneficiados?

Sim. Apesar de a nova gasolina ter sido pensada para motores modernos, que contam com injeção direta, por exemplo, os propulsores mais antigos também serão beneficiados com o combustível de melhor qualidade.

Foram feitos testes com veículos com injeção direta e injeção multiponto. No consumo, todos vão sentir, em maior ou menor proporção.
.
Outra vantagem é que vai ficar mais difícil adulterar a gasolina

A nova especificação dificulta a adulteração. Normalmente, são colocados solventes leves, com baixa massa específica.

Agora, como há um padrão mínimo, você evita que esses produtos leves sejam colocados, conforme os solventes ficam mais densos, o preço também sobe, tornando a adulteração menos rentável.

A própria ANP afirma que menos de 2% das amostras que coleta é de combustíveis adulterados.

Nesses casos, a maior parte das irregularidades está na quantidade de etanol, com 57%.

Além disso, a fiscalização ficará mais fácil. Com o parâmetro de massa específica, a ANP consegue aferir a densidade no próprio posto.

Não haverá mudanças na porcentagem de etanol

A proporção de etanol anidro (sem água) na gasolina seguirá sem alterações, em 27% na gasolina C (comum e aditivada).

Outro fator importante que vai fazer a diferença e mudando a forma de dirigir, como:
Não dirija na banguela (ponto morto);
Evitar acelerações e frenagem bruscas;
Usar o ar-condicionado da forma correta;
Não transportar carga no veiculo sem necessidade;
Calibre os pneus regularmente;
Mantenha o carro sempre alinhado e balanceado
Na hora de economizar combustível, não existem milagres para economizar combustível.

Se você sempre estiver atento à sua maneira de dirigir, fizer as manutenções necessárias e escolher apenas postos de confiança para abastecer, pode ter certeza que uma economia considerável será vista no final do mês.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®