quarta-feira, 19 junho , 2024
28 C
Recife

Ford comemora produção de 300 milhões de veículos

A Ford Motor Company comemorou mais um marco histórico no ano de seu centenário, a produção do tricentésimo milionésimo carro, um Ford Mustang GT conversível vermelho.

- Publicidade -

Bill Ford, presidente da Ford mundial, conduziu a cerimônia no dia 18 de novembro, dirigindo o 300º milionésimo veículo no final da linha de montagem do Ford Rouge Center, em Dearborn, Estados Unidos, saudado por empregados e convidados (foto).

“No século 20, a Ford Motor Company pôs o mundo sobre rodas com o Modelo T e a linha de montagem móvel. No século 21, estamos dando continuidade a essa herança com produtos surpreendentes e tecnologias inovadoras que vão nos guiar nos próximos 100 anos”, disse Bill Ford.

“Quando a Ford construiu seu milionésimo carro, meu bisavô Henry Ford disse: ‘Um milhão de alguma coisa é muita coisa’. Ele certamente estaria muito orgulhoso por sua empresa produzir 300 milhões de veículos.”

O presidente mundial da Ford anunciou que a marca vai introduzir 40 novos produtos em todo o mundo no próximo ano, incluindo o novo Mustang. E, nos próximos cinco anos, lançará mais de 200 novos veículos.

- Publicidade -

“Mais do que celebrar o passado, neste momento estamos construindo para o futuro”, afirmou. Ele também agradeceu à grande comunidade de empregados Ford em todo o mundo e à sua rede global de distribuidores e fornecedores pela contribuição nessa conquista.

A fábrica da Ford em Dearborn fica no histórico Rouge Center, o complexo industrial mais antigo da marca, que a companhia está transformando em um centro de excelência, com o estado-da-arte da tecnologia automotiva.

A nova fábrica de picapes que está sendo concluída no local inicia a produção da F-150 no próximo ano, destinada a ser o ícone da nova geração de fábricas enxutas e flexíveis da Ford, com novos padrões de eficiência e respeito ambiental.

A Ford Motor Company é a segunda maior produtora mundial de automóveis, com cerca de 335.000 empregados e operações em mais de 200 mercados em seis continentes, e mais de 100 fábricas em 25 países.

Suas marcas automotivas incluem a Aston Martin, Jaguar, Land Rover, Lincoln, Mazda, Mercury e Volvo, além da Ford Credit, Hertz e Quality Care, voltadas a serviços automotivos.

- Publicidade -

Outros marcos históricos de produção da Ford Motor Company foram a comemoração de 20 milhões de veículos em 1931, dos 50 milhões em 1959, dos 100 milhões em 1977 e dos 250 milhões em 1996.

Os campeões de vendas da marca nesse período incluem o famoso Modelo T, com mais de 15 milhões de unidades produzidas entre 1908 e 1927.

A picape Série F é o veículo da Ford mais vendido em todo o mundo, com 29 milhões de unidades produzidas.

O Ford Mustang, escolhido para simbolizar a conquista de 300 milhões de veículos, também será motivo, em breve, de outra celebração: a do seu 40º aniversário em 2004.

Ford abre novos mercados para exportação

Como parte da estratégia para expandir suas exportações, a Ford Brasil confirma a abertura de um novo mercado para o próximo ano.

A partir de fevereiro de 2004, a montadora exportará o Novo Fiesta para a América Central e Caribe, atingindo países como Aruba, El Salvador, Guatemala e Costa Rica, entre outros, que ainda não possuem o veículo em seus mercados.

O acordo prevê a exportação de 600 unidades do Novo Fiesta no próximo ano. O modelo vendido para a América Central é o mesmo que hoje já é exportado para o México.

Além do Novo Fiesta, a montadora também exportará o modelo Ecosport, lançado em fevereiro de 2003 e já comercializado na Argentina, Chile, Venezuela e México. No total, os dois veículos devem contabilizar mil unidades exportadas por ano.

De acordo com Dante Marchiori, diretor de Desenvolvimento de Exportações da Ford para a América do Sul, os mercados da América Central e do Caribe são bastante receptivos aos produtos desenvolvidos na América do Sul.

“O sucesso de veículos como a pick up Ranger, que já são exportados para esses países, contribuiu para o fechamento do contrato de exportação do Novo Fiesta”, explica ele.

Desde 1999, quando iniciou o fortalecimento de sua estratégia de exportações, que incluiu um acordo comercial com o México em 2000, a Ford mais que dobrou suas vendas para o exterior.

Para esse ano, a expectativa é que sejam exportados US$ 760 milhões, 40% a mais que no ano passado.

Em 2004, a montadora espera manter o índice de crescimento próximo de 20%, com a abertura de novos mercados.

Hoje, o principal destino das exportações da Ford é o México, seguido da Argentina. O veículo mais exportado, com uma média de três mil unidades por mês, é o Novo Fiesta.

A montadora também exporta Ka, Courier, Ecosport e toda linha F e Cargo de caminhões, para América do Sul, Andina e Austrália.

Matérias relacionadas

Clínica de Serviços Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente