domingo, 21 julho , 2024
28 C
Recife

Barato que sai caro

Amortecedores recondicionados aumentam os riscos de acidente e trazem alterações no equilíbrio do veículo

Manter o carro em plenas condições de funcionamento e em bom estado não é apenas um capricho, mas uma questão de garantir a segurança de motoristas e passageiros nas ruas e estradas.

- Publicidade -

É preciso ficar atento quanto ao desempenho do carro e usar peças originais de fábrica. Isso pode evitar transtornos e trazer mais tranqüilidade para as pessoas que dependem do automóvel diariamente.

O amortecedor está entre o itens que necessitam de cuidados especiais.

Usar amortecedores falsificados e recondicionados compromete a suspensão do veículo e traz perigos que podem ser evitados facilmente.

- Publicidade -

A principal função dessa peça é manter uma boa aderência dos pneus com o solo, além de proporcionar estabilidade e conforto nas mais diversas condições de pista.

De acordo com o diretor de Vendas do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Autorizados do Distrito Federal (SINCODIV/DF), Ricardo Lima, os amortecedores mantém o equilíbrio da suspensão do carro.

O uso de peças recondicionadas causa danos aos veículos e aumenta o risco se sofrer algum acidente.

- Publicidade -

“O mais importante é adquirir o item original de fábrica, com garantia e a certeza de que as especificações estão de acordo com as características do veículo”, considera.

Ericon Cintra Venâncio dos Santos, chefe da oficina de uma das concessionárias do DF, afirma que o amortecedor recondicionado tem menos durabilidade.

“Os recondicionadores costumam furar a peça, injetar um outro tipo de óleo e depois fazem a pintura e a solda. A princípio, o amortecedor fica mais firme e com uma carga de amortecimento maior. Mas o óleo utilizado, geralmente, não é adequado e pode trazer alterações no veículo”, diz.

Santos ressalta que o engenheiro, quando elabora e monta um automóvel, tem todo o cuidado de aplicar as peças e os produtos para que eles desempenhem funções específicas, de acordo com as características de cada carro.

“Os amortecedores originais desgastam gradativamente. Os recondicionados podem apresentar problemas de uma hora para outra. O barato pode sair caro”, argumenta.

Para evitar problemas e não comprar peças que usadas que são vendidas como novas, a pessoa deve conferir se o produto possui certificado de garantia e nota fiscal.

Ele também deve ter a marca do fabricante e estar dentro de embalagem padronizada que especifica a sua correta aplicação.

Matérias relacionadas

Ofertas Peugeot 208

Mais recentes

Clínica de Serviços Chevrolet

Destaques Mecânica Online

Com a Volvo rumo ao Zero Acidentes – Itapemirim

Avaliação MecOn

FIAT na mão