quarta-feira, 29 maio , 2024
28 C
Recife

Iveco apresenta o semipesado Tector Stradale

Versão do novo Iveco Tector, o Tector Stradale é um caminhão semipesado de 26 toneladas e tração 6×2, conhecido como “trucado”, com um moderníssimo câmbio de 9 marchas de acionamento mais fácil

- Publicidade -

Um caminhão semipesado ideal para o trabalho na estrada. Essa é a vocação do Iveco Tector Stradale, versão que entrou em produção na fábrica da Iveco em Sete Lagoas e que chega agora ao mercado brasileiro.

Este semipesado 6×2 para 23 toneladas de PBT foi pensado a partir das necessidades do caminhoneiro que vive na estrada, sendo o veículo seu escritório e sua residência.

E o Iveco Tector Stradale, que traz a denominação 240E25S, atende a todas as exigências daqueles motoristas que percorrem o Brasil no transporte de cargas.

O caminhão oferece o maior entre eixos do mercado (5.670mm), que permite a utilização de implementos disponíveis em todos os tamanhos para modelos de sua categoria, traduzindo-se em superior capacidade de carga (baús de até 65,5 m3, por exemplo). Isso representa eficiência e produtividade.

- Publicidade -

Destaque – O veículo conta com o potente motor Iveco de 250cv e elevado torque acoplado ao exclusivo câmbio ZF 9S de 9 marchas equipado de eixo de redução simples, que dispensa a utilização do “split”, com 5% a mais de força de saída em rampa e acréscimo de 10% na velocidade final.

Assim, é um caminhão de excepcional dirigibilidade, proporcionando uma condução menos desgastante e, portanto, mais segura, ideal para quem permanece ao volante durante longos trechos de estrada.

Ele possui uma ampla e confortável cabine, banco de suspensão pneumática, painel moderno com computador de bordo e a cama de maior conforto de sua categoria, permitindo o justo e reparador descanso ao final de um dia de trabalho, além de visual moderno em seu segmento, transformando-se num verdadeiro “cartão de visitas” ao seu proprietário.

“A Iveco acredita na inovação voltada para a eficiência e o Iveco Tector Stradale é uma resposta às necessidades do caminhoneiro, um profissional que todo brasileiro deveria admirar porque é ele quem transporta praticamente toda a riqueza produzida no Brasil”, traduz Antonio Dadalti, vice-presidente Comercial e Institucional da Iveco.

“Com este modelo, o motorista poderá carregar maior volume de carga, dirigir de forma tranquila, com maior conforto e segurança, e levar uma vida melhor e mais valorizada na estrada”, explica o vice-presidente da Iveco.

- Publicidade -

Destaque – Um mercado importante – O Iveco Tector Stradale chega equipado de um pacote promocional de lançamento, que inclui garantia de dois anos, sendo um ano para o caminhão e um ano adicional para o conjunto motor, câmbio e eixos, taxas supercompetitivas e dois anos de troca de óleo.

“Com o Tector Stradale, a Iveco amplia sua gama de estradeiros, que já inclui os modelos Stralis e Cavallino, cobrindo desta forma um amplo mix de utilizações capaz de atender às demandas de todos os profissionais da estrada”, diz Alcides Cavalcanti, diretor comercial da Iveco no Brasil.

O mercado brasileiro dos semipesados (de 16 a 26 toneladas de PBT) movimenta cerca de 30 mil unidades por ano, das quais 20 mil são versões 6×2, os chamados “trucados”.

A maioria deles é comprada para a aplicação rodoviária, o que torna este tipo de modelo uma presença marcante nas rodovias brasileiras.

“Por suas características, este é um importante trunfo comercial para a marca Iveco neste segmento”, afirma o diretor. Com a ajuda do Tector Stradale, a Iveco espera vender mais de 2.000 unidades de toda a gama Tector já em 2010, e posteriormente aumentar esse volume gradativamente nos anos seguintes. É um objetivo viável, segundo Cavalcanti. Desde o lançamento do Tector, em dezembro de 2008, a Iveco já ampliou em dois pontos percentuais sua atuação entre os semipesados, atingindo 5,5% de market share. “Para 2010 o objetivo da empresa é buscar uma participação de dois dígitos”.

Maior volume de carga – O Tector Stradale é parte da estratégia de ampliação da família de modelos Iveco no Brasil, focada na eficiência e produtividade de seus veículos comerciais destinados ao mercado de transportes.

“Nenhum concorrente atende as exigências do caminhão estradeiro 6×2 semipesado de forma tão ampla quanto esta versão”, afirma Paulo Razori, engenheiro de marketing de produto de veículos semipesados da Iveco. “O nome Stradale foi escolhido exatamente para ressaltar essa vocação”, lembra.

Uma das razões que fazem do Tector Stradale o melhor estradeiro do Brasil é seu entre eixos de 5.670mm, o maior do mercado no segmento.

Assim, mesmo sendo um cabine leito, ele apresenta a maior plataforma encarroçável, o que aumenta a eficiência do caminhão.

Para quem carrega peso, por exemplo, o Tector Stradale permite a instalação de um baú de até 8,6m de comprimento, o que acrescenta até quatro metros cúbicos de volume de carga, quando comparado à concorrência.

Para quem precisa de volume, o Tector Stradale também é a melhor opção, com um baú de até 9,7m, ou 65,5m3 de espaço para carga.

Destaque – Motor e câmbio, uma combinação campeã – Diante dos outros estradeiros, outra vantagem do Tector Stradale é a combinação entre o durável e econômico motor Iveco de 6 cilindros, 5,9 litros e 250cv (um dos mais potentes motores deste segmento) e a nova e exclusiva caixa ZF de nove marchas com eixo traseiro de redução simples.

Essa caixa faz do Tector Stradale um veículo fácil de dirigir, pois a troca é suave e sem o “split”.

Com o grande torque do motor (950 Nm) ela oferece bastante força nas arrancadas e tem a nona marcha alongada (overdrive), o que significa um ganho na velocidade final e maior economia, uma combinação ideal para as necessidades da estrada.

Com o Tector Stradale, o motorista também ganha na manutenção do sistema de freios, porque o modelo traz um eficiente freio motor de série.

Ele pode ser acionado de três formas: automático (ao tirar o pé do acelerador), acionado pela folga do pedal de freio de serviço ou por meio de um botão no assoalho, ao lado do pedal da embreagem. Ou seja, o motorista escolhe a opção que é mais adequada ao seu estilo de guiar.

O conforto é garantido por conta do piloto automático, que ajuda a manutenção de velocidade constante nas vias de topografia plana. A exclusiva caixa ZF também é oferecida em outras versões da linha Tector.

Uma cama confortável. E a cabine mais bonita do mercado – A cabine do Tector Stradale é perfeita para o motorista que valoriza o conforto e a sua imagem na estrada.

O painel de instrumentos é moderno e inclui um computador de bordo dotado de múltiplas funções. A coluna de direção tem regulagem na altura e na profundidade.

O banco do condutor tem suspensão pneumática de série e o conforto de marcha é ampliado ainda mais pela suspensão da cabine, com molas helicoidais e amortecedores. Os vidros verdes são de série. E o assoalho entre os bancos é mais baixo que o da concorrência, facilitando a movimentação interna do motorista e dos passageiros.

Outra consistente vantagem da cabine do Tector Stradale está na cama totalmente retangular de dimensões generosas (1,90m por 0,62m), o colchão é de espuma e possui a mesma forração elegante dos bancos, em tecido macio e de alta resistência.

O mesmo desenho é utilizado nas cortinas. A cama é rebatível e o espaço para guardar objetos é amplo. Existem outros 10 porta-objetos na cabine e as escotilhas laterais têm grandes dimensões (260 litros), de abertura por acionamento elétrico do interior.

Para completar, o Tector Stradale traz climatizador de série, aumentando o conforto do condutor na estrada.

A quem preferir, há um pacote de opcionais que inclui ar-condicionado, travas e vidros elétricos e CD-player com MP3. Nele, o motorista sente-se verdadeiramente em casa.

O Tector Stradale exibe a ultramoderna cabine da gama Tector, um design que chama a atenção por onde passa, que expressa uma imagem de tecnologia e força, e que faz deste caminhão um verdadeiro “cartão de visitas” ao motorista.

Robustez e durabilidade características da marca Iveco – A reconhecida robustez dos caminhões Iveco está presente no Tector Stradale.

Ao motorista isso quer dizer resistência ampliada para enfrentar as estradas brasileiras, maior durabilidade de todo o conjunto e menores custos de manutenção.

Um exemplo é o eixo dianteiro de sete toneladas de capacidade, que é o mais robusto do segmento. Os mancais da suspensão dianteira não precisam de manutenção e os cubos dianteiros são banhados a óleo, e não lubrificados por graxa como os da concorrência.

Por fim, o chassi do Tector Stradale é de aço nobre, produzido a partir de uma liga metálica ultra-resistente de especificação exclusiva da Iveco (FEE 420).

O Tector Stradale (como toda a linha Tector) exige um volume de óleo de apenas 11,6 litros, quantidade duas ou até três vezes menor do que os modelos concorrentes.

As trocas são recomendadas a cada 40.000 km. Qualquer caminhoneiro sabe a importância deste ponto e seu impacto positivo nos custos operacionais.

Destaque
Aguarde matéria completa na Revista multimídia Mecânica Online
http://www.mecanicaonline.com.br

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais