segunda-feira, 4 março , 2024
28 C
Recife

Descubra as melhores cores para os carros em 2023

Branco, preto, cinza e prata ainda dominam veículos não comerciais. Amarelo, laranja, verde e violeta conquistam participação no mercado

Mais uma vez as cores acromáticas (neutras: branco, preto, prata e cinza) dominaram o mercado automotivo em todo o mundo em 2022. No entanto designers da BASF encontraram no Color Report — Relatório de Cores para Revestimentos Automotivos da empresa, a paleta de cores automotivas está se expandindo permitindo que cores como amarelo, laranja, verde e violeta tomem parte do mercado.

Apesar da mudança, as cores acromáticas – branco, preto, prata e cinza – seguiram padrão familiar, pintando a maioria dos veículos não comerciais produzidos em 2022. Como vem acontecendo há vários anos, o branco ainda é a cor de carro mais popular em todo o mundo por sua beleza clássica, atemporal e alto valor de revenda.

Quando compradores não escolhiam cores acromáticas, eles muitas vezes decidiam pelo azul ou o vermelho. Embora essas duas cores ainda sejam muito populares, outras cores como amarelo, laranja, verde e violeta estão ganhando espaço de mercado na maioria das regiões do mundo. Isto mostra que os clientes da BASF – as montadoras de veículos – estão adotando uma gama mais ampla de diversidade e amplitude de cores do que antes.

Os dados citados ao longo do relatório também mostram que as montadoras produziram mais veículos à medida que se recuperaram dos efeitos da pandemia global, e dos desafios da cadeia de fornecimento regional.

América do Sul – A região mais clara pois branco e prata dominam o mercado
Historicamente, compradores de automóveis sul-americanos escolhem cores mais tradicionais e menos chamativas. Como em outras regiões do globo, o branco é de longe o favorito, e o cinza ganha do preto na participação de mercado para as cores acromáticas.

Para as cores cromáticas, o vermelho e o azul ficaram estáveis em comparação com anos anteriores, enquanto o marrom ganhou certo espaço do mercado. Essas cores foram escolhidas principalmente para veículos menores. Os carros maiores e SUVs representaram uma maior proporção de cores acromáticas, incluindo efeitos novos e variados.

“A América do Sul ainda é uma região conservadora. Comprar um veículo aqui significa que você pode não ter a mesma variedade de cores, mas dentro de cada espaço de cor, há alguns efeitos realmente empolgantes e diferentes”, disse Marcos Fernandes, Diretor de Tintas Automotivas da BASF para a América do Sul.

EMEA: Mais colorido, embora suas duas maiores cores (branco e preto) também tenham aumentado – Europa, Oriente Médio e África (EMEA) mostraram aumentos para duas cores mais populares – branco e preto – e perdas na participação de mercado para cinza e prata. Ao mesmo tempo, a região ficou muito mais colorida.

O azul ainda tem uma liderança dominante entre as cores cromáticas na EMEA, mas tanto ele quanto o vermelho perderam participação no mercado. O laranja começou a aparecer nas preferências dos compradores de automóveis, e o amarelo, marrom e verde ganharam alguns pontos percentuais.

“O branco e o preto aumentaram este ano, mas o que predomina é a diversidade nas cores cromáticas,” disse Mark Gutjahr, chefe da Automotive Color Design, EMEA. “Ao adicionar amarelo, laranja, marrom e verde à participação de mercado, você pode ver mais matizes e diversidade, refletindo uma paleta de cores mais matizada e uma profundidade e amplitude de cor que se desenvolveu no último ano ou dois.”

América do Norte: apareceram cores mais cromáticas como a violeta – Os compradores de automóveis norte-americanos têm menos opções de cores cromáticas, mas isso não significa que estejam escolhendo menos carros cromáticos. Azul e vermelho ainda são dominantes. A região é mais colorida do que antes, pois verde, amarelo, violeta e bege aparecem com mais frequência.

O azul ainda está no topo, e a lacuna entre o azul e o vermelho está aumentando ao passo que ele continua dominando. As cores acromáticas como preto, cinza e prata perderam alguma participação no mercado, especialmente em veículos pesados. Isso fez com que tons terrosos como bege, marrom e verde aumentassem, e violeta ganhasse participação no mercado à medida que os gostos dos compradores de automóveis mudavam.

“Se você olhar para as principais cores cromáticas, o azul e o vermelho estão no topo. Mas com as pessoas se voltando mais para a natureza, as cores naturais como verde, amarelo, violeta e bege estão deixando sua marca”, disse Liz Hoffman, diretora de design, The Americas. “Os compradores de automóveis também estão procurando uma cor de veículo que transmita sua positividade.”

Ásia Pacífico: o aumento dos tons de cinza aumentou a proporção de cores acromáticas – Como os designers da BASF viram em outras regiões do mundo, o branco foi também a cor mais popular na Ásia-Pacífico. O verdadeiro foco deste ano é um aumento dos tons de cinza, insinuando uma nova era na indústria automotiva, e a mudança de valores e hábitos dos compradores de automóveis.

Embora os números totais não sejam enormes, marrom, verde e violeta são todos consistentes na popularidade das cores. Vai demorar muito tempo até que eles desafiem o branco para os mais populares, mas por enquanto, eles contribuem para a tremenda diversidade de cores na Ásia-Pacífico. Isso é especialmente certo entre os veículos pequenos e os NEVs, que estão sendo vendidos em uma gama mais ampla de cores.

A cor cinza ganhou cerca de seis pontos percentuais de popularidade, tomando espaço do mercado de azul, vermelho, dourado e marrom.

“O cinza é mais atraente e popular do que nunca. Os usuários nunca desistem de buscar singularidade e individualidade em cores acromáticas”, disse Chiharu Matsuhara, chefe de design, Ásia Pacífico. “Algumas variações de cinza com tons azuis ou violeta estão entrando no mercado, com efeitos sólidos e adicionaram também efeitos de pérolas de cor mostrando grande diversidade no espaço de cores.”

O Relatório de Cor da BASF para Revestimentos Automotivos é uma análise de dados da divisão de Tintas da BASF, baseada na produção automotiva global e aplicação de tintas em veículos não comerciais em 2022.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn