Scania projeta alta nas vendas de caminhões, ônibus, motores e serviços em 2021

Scania truck tange - alternative fuels Scania L 280 CBG/CNG 4x2 Scania G 410 LNG/LBG 4x2 Scania R 450 biodiesel/HVO 4x2 Scania S 730 biodiesel/HVO 4x2 Scania G 410 biodiesel/HVO/ethanol 6x2 Scania P 280 biodiesel/HVO 4x2

Após o desafiador ano de 2020, a Scania aposta que em 2021 haverá crescimento nas vendas em todos os seus mercados de atuação: caminhões, veículos a gás, ônibus, serviços e motores industriais, marítimos e para geração de energia. Neste ano, a continuidade da retomada da economia nacional será puxada pelo agronegócio e pela recuperação produtiva da indústria.

Para que os clientes acompanhem o aquecimento geral do mercado, que se acentuou a partir de agosto, haverá total apoio pela rede de concessionárias e das soluções financeiras do Scania Banco e do Consórcio.

A Scania ainda anuncia que a Nova Geração de caminhões passará a entregar 20% de economia sobre a gama anterior com o lançamento do acelerador inteligente. Em 2021, também se inicia o já anunciado novo ciclo de investimentos no Brasil de R$ 1,4 bilhão até 2024.

“O ano de 2020 trouxe ensinamentos para o resto da vida. Aprendemos como nunca em vários sentidos, e o mercado precisou passar por mudanças que chegariam nos próximos anos, como as vendas virtuais. Houve também uma retomada verde que acelerou a busca por alternativas sustentáveis, e nossa solução a gás chegou a 70 unidades vendidas. Por outro lado, o relacionamento com os clientes atingiu um nível altíssimo de parceria; e ficou comprovado que a Scania e sua rede atuam de forma diferenciada na relação com eles”, afirma Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil.

“Em 2021, ainda temos incertezas que não deixam algumas projeções avançarem, mas estamos otimistas. Nos caminhões, a Nova Geração é um sucesso. E, nossa jornada liderando a transição para um sistema de transporte mais sustentável seguirá cada vez mais transformadora.”

De acordo com projeção da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em 2021 o mercado de caminhões deverá crescer 15% na comparação com 2020.

“O agro será o maior comprador novamente, seguido da indústria, que vem retormando sua capacidade produtiva. O cliente busca cada vez mais rentabilidade e encontra na Nova Geração a maior economia de combustível. E o que já era bom ficará ainda melhor com o novo patamar de 20% de redução de consumo com o lançamento do acelerador inteligente”, diz Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil.

R 450 e R 500, os campeões da Scania – Os dois modelos mais emplacados da marca foram o R 450, com 3.576 unidades, e o R 500 que teve 1.672 modelos registrados, de acordo com o ranking da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) e do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

Nos ônibus, que registrou o mais forte impacto negativo pela pandemia, para este ano há também otimismo, especialmente no segmento rodoviário.

“Segundo a Anfavea, a previsão é de 13% de alta do mercado, ainda que as incertezas do plano nacional de vacinação contra a Covid-19 impedem uma visão mais ampla do potencial de vendas. As soluções financeiras da Scania, Banco e Consórcio, continuarão dando todo o apoio de crédito ao cliente”, conta Fábio D´Angelo, gerente de Vendas de Soluções para Mobilidade da Scania no Brasil.

Em Serviços, o diretor Marcelo Montanha, acredita num acréscimo de 38% nas vendas dos programas de manutenção Scania e de 26% no portfólio (carteira de planos ativos).

“O ano de 2020 foi o melhor da história de Serviços em muitos indicadores, mas acredito que nossa maior realização foi a resiliência com que nossa rede de concessionárias e nossas equipes de oficina enfrentaram as situações adversas que se apresentaram. Também destaco a maior proximidade com nossos clientes para apoiá-los e propiciar a máxima rentabilidade em seu negócio por meio de nossas soluções completas”, conta Montanha.

Já os Serviços Conectados completam a importante marca de 40 mil veículos ativos numa alta de 35% sobre 2019. Do total, 94% são caminhões (37.628) e 6% ônibus (2.372). No mundo, a Scania já possui 500 mil veículos conectados.

“Em 2021, estamos ainda mais confiantes em quebrar novos recordes. Nossas soluções oferecem todo o suporte que o cliente precisa. Além disso, na conectividade cresceremos sem parar e estamos comemorando a marca de 40 mil veículos ativos.”

Já na área de motores industriais, marítimos e para geração de energia a projeção é de crescer acima da economia e manter a liderança em todos os segmentos de atuação, feito conquistado em 2020. Foram comercializados 1.830 motores. Do volume, a maior parte foi para grupos geradores de energia, seguido de blocos industriais e marítimos.

No ano passado, mesmo durante a fase mais crítica da pandemia, a Scania manteve a produção de motores, fornecimento de peças e serviços destinados aos setores básicos da população, como hospitais, hospitais de campanha, supermercados e geração de energia para cidades inteiras. A fabricante integrou ainda mais sua rede o que permite enfrentar os desafios mais fortemente.

“Em 2021, o mercado será alavancado pelos setores da indústria civil, infraestrutura (água), agricultura, geração de energia e de transporte marítimo de carga e passageiro, que foi fortemente impactado em 2020. E, por sermos a primeira marca a oferecer motores nacionais movidos a biogás e biometano, vamos continuar a missão de guiar os clientes nesta transição sustentável e dobrar a participação desta solução neste ano”, explica Celso Mendonça, gerente de Vendas de Soluções de Potência da Scania no Brasil.

Veja também
Scania lança primeiro ônibus GNV e/ou biometano de fretamento do Brasil
Programas de Manutenção Scania deverão crescer 38% em 2021
Acelerador inteligente aumenta economia de combustível em nova geração Scania

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®